Novas receitas

Degustação dos rum mais raros de Porto Rico

Degustação dos rum mais raros de Porto Rico


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Este Bacardi Reserva que provamos envelhece 25 anos antes de chegar às prateleiras.

Nem todos os rum são criados iguais. O ‘Rum Ambassador’ Eric Morales foi além da prateleira de cima para mostrar à equipe do The Daily Meal alguns dos melhores runs de Porto Rico, incluindo o Don Q. Gran Añejo; The Bacardi Reserve Limitada, que é o rum mais caro de Porto Rico; e o Ron del Barrilito, que é muito difícil de encontrar nos Estados Unidos porque tem 43% de álcool em volume.

“Com rum envelhecido, você prova como faria com qualquer vinho”, disse Morales. “Primeiro você olha para a cor, depois olha para as pernas e, finalmente, sente o cheiro com [suas] notas de manteiga e caramelo.”

Existem apenas 2.000 garrafas de Bacardi Reserve Limitada. Cada uma das raras garrafas, que você só pode obter na destilaria em Porto Rico, tem um número de série preto na parte traseira e custa US $ 2.000.

O Don Q. Gran Añejo talvez seja um pouco menos raro, mas Morales disse que ainda gosta de bebê-lo. A US $ 100 a garrafa, tem um preço semelhante ao Scotch. Por fim, Morales nos mostrou o Ron del Barrilito, que tem um peso de 86 graus e um sabor único. Então, com o que você deve combinar um bom copo de rum? Morales sugere comer bolo de rum ou camarão de coco.

Joanna Fantozzi está no Twitter. Siga ela @JoannaFantozzi


Ron del Barrilito: o rum mais antigo e amado de Porto Rico

O coquetel Peligroso é minha apresentação. Em Old San Juan, o La Factoría de Porto Rico - o 45º melhor bar do mundo por Bebidas internacionais- Digo o barman Carlos Irizarry que quero um drink com cachaça. Antes de misturar Campari, Averna, limão, xarope simples de lavanda e Tabasco, ele pega uma garrafa de rum Ron del Barrilito, estende-a para me mostrar o rótulo marcante e diz: "Este é o melhor". Isso vai.

Embora Ron del Barrilito seja a marca de rum mais antiga de Porto Rico e muito estimada, ela chegou aos Estados Unidos na década de 60. Elogiado por sua complexidade profunda, quase uísque, o rum - envelhecido na cidade de Bayamón, localizada no interior e a oeste de San Juan - é produzido em duas expressões específicas para cada idade. O duas estrelas descansa por três anos, e o três estrelas é uma mistura de rum com idades entre seis e dez anos.

Ron del Barrilito tem envelhecido seu rum em barris de xerez espanhol há mais de um século, desde cerca de 1880.

Reza a história, em 1871, Pedro F. Fernández voltou para casa, nos subúrbios de Porto Rico, após os estudos de engenharia na França, e assumiu a propriedade onde seu pai vinha produzindo pequenas quantidades de rum para os hóspedes, como era costume nas plantações de cana-de-açúcar. Fernández desenvolveu a fórmula do rum que sua família ainda usa, que dá caráter ao destilado, e ampliou a produção. Ron del Barrilito tem envelhecido seu rum em barris de xerez espanhóis há mais de um século, desde cerca de 1880. No entanto, foi apenas quatro meses atrás que a destilaria decidiu que era hora de lançar um site.

O marketing inexistente da empresa não é um estratagema para atenção especial. A própria fábrica de rum tem apenas nove funcionários, quatro dos quais são familiares. Monica Fernández, bisneta de Pedro, atende o telefone Manuel, seu neto, já deu goles de cachaça com mais de 20 anos a chefs como Eric Ripert na Avec Eric e José Andrés na A fuga, suas respectivas séries de viagens. “Somos muito tradicionais, mas não somos uma empresa tradicional”, diz Monica, explicando que eles não buscam um crescimento sem fim. Eles só querem fazer um excelente rum.

Tonéis de rum em Ron del Barrilito. [Foto cortesia de Ron del Barrilito]

Coquetel De Lo Mejor do La Factoría com Ron del Barrilito, tequila, horchata, limão, lima e laranja. [Foto via Facebook]

Mas o rum de qualidade só está na moda recentemente. Por décadas, piratas de desenhos animados e libertinagem no colégio estragaram o espírito com uma história estranha. "Está definitivamente limpo e provou que pode jogar com todos os outros espíritos", o escritor Wayne Curtis, autor de E uma garrafa de rum: uma história do novo mundo em dez coquetéis, estados. Desenvolvido por proprietários de plantações de cana-de-açúcar no Caribe como uma forma de usar resíduos de melaço, o rum só recentemente começou a ser explorado seriamente em cardápios de coquetéis além do tiki kitsch. "Ele teve uma reputação muito baixa no mercado por um tempo", diz Curtis. "As pessoas descobriram que nem tudo é uma porcaria."

O rum porto-riquenho, especificamente, é elogiado por sua leveza. Bacardi à base de vodka é a imagem estabelecida, embora a empresa tenha raízes em Cuba, ela se mudou para Porto Rico em 1936, antes de Fidel Castro assumir o poder. Don Q começou a produzir rum na ilha em 1865, mas a variedade de sabores semelhantes ao Bacardi da empresa, a onipresença e a ampla disponibilidade a tornaram incapaz de atingir o status de culto de Barrilito, embora seu rum envelhecido Añejo seja considerado muito bom. "Barrilito tem um pouco mais de funk, não tanto quanto o que você consegue na Jamaica ou Guiana, mas tem mais sabor do que muitos dos rum tradicionais de Porto Rico", explica Curtis.

E é esse funk que o tornou o preferido dos bartenders na ilha, e um rum de culto além. Barrilito exporta apenas para a Espanha e alguns estados, onde o três estrelas sai por cerca de US $ 35. O duas estrelas é um pouco mais acessível, por cerca de US $ 27. “A tendência de coquetéis finos aumentou a demanda, mas nossa produção depende do que era feito de seis a dez anos atrás”, diz Monica, que observa que a empresa produz de 10 a 15 mil caixas por ano. David Eber, que dirige a distribuição de Ron del Barrilito em Nova York, diz que entre os porto-riquenhos na cidade e os bartenders em busca de um rum que se compare ao uísque e ao bourbon, eles ficam sem as três estrelas o tempo todo. “Ele merece estar na prateleira com outros rum de Porto Rico, entre Bacardi 8 e Don Q Añejo”, diz Eber. Ainda assim, os bartenders focados em rum em Manhattan estão usando sempre que podem, prontos para o verdadeiro momento de ruptura do rum.

Hoje, na ilha, Barrilito é querido por ser verdadeiramente local em um lugar onde 80% dos alimentos são importados.

“Acho que o rum é a próxima categoria que está finalmente prestes a ser explorada”, considera Lynette Marrero, consultora de coquetéis do recém-inaugurado Llama Inn no Brooklyn. Barrilito, que ela descreve como seco e masculino, pode ser uma garrafa que ajuda a elevar o status do rum entre os bebedores. "O rum é completamente único, dependendo de onde vem, é muito expressivo de terroir, assim como o uísque", afirma ela. Sua família, como Barrilito, vai de Bayamón a ela, a cachaça exibe características da região. "Tem uma qualidade muito forte, amadeirada, de bourbon. Dependendo da estrela que você conseguir, é um estilo de rum que realmente mostra como a cana pode ter um sabor muito bom dos barris e beber como um bourbon, mas sem aquele milho nota ", diz ela. "Tem um pouco de doçura, mas eles equilibram muito bem com a secura do carvalho."

Um de seus antigos colegas é o autoproclamado pirata tiki Brian Miller - anteriormente no conceituado clube de coquetéis ZZ's Clam Bar, Death & amp Co. e Pegu Club - que também é um grande fã de Barrilito, quando pode encontrá-lo. "Está definitivamente entre meus dez melhores rum favoritos para trabalhar, é realmente único", diz ele. "Eu adoro isso em um Zombie 1934 e tive sucesso misturando-o com bourbons. Tem um perfil de sabor semelhante."

Os rum de duas e três estrelas de Ron del Barrilito. [Foto cortesia de Ron del Barrilito]

Na ilha hoje, Barrilito é amado por ser verdadeiramente local em um lugar onde 80 por cento dos alimentos são importados, e é um exemplo da velha escola do ethos de pequenos lotes e bebidas espirituosas artesanais que permeou a cultura da bebida. Quando La Factoría foi inaugurado em 2012, "mudou completamente a cena dos bares", diz o proprietário Leslie Cofresí. Bares de coquetéis surgiram não apenas em San Juan, mas em toda a ilha, e todo mundo intensificou seu jogo para competir com o bar que agora é considerado um dos 50 melhores do mundo. O fato de a ilha ter um rum que eles podem realmente chamar de seu é uma parte importante de sua evolução.

"Os bartenders aqui, eles realmente gostam de ter um produto que é como tantos produtos nos Estados Unidos, seja Hudson Whiskey ou Death's Door Gin de Wisconsin, onde você pode se orgulhar de seu produto, entender o que o torna realmente especial e apresentar a ideia real do que é a ilha, em vez dessas grandes casas de bebidas e grandes conglomerados de bebidas ", explica o expatriado George Jenich, que dirige o bar no Gallo Negro de Santurce. "Acho que é importante para os bartenders aqui e os ajuda a mostrar às pessoas que vêm aqui o que Porto Rico realmente é, porque muitas pessoas não têm ideia." Ele se mudou para a ilha de Boston por causa da cena do coquetel emergente e não tinha ouvido falar de Barrilito, mas depois de descobrir o espírito, ele agora o usa no lugar do uísque em coquetéis clássicos.

A chef executiva de Gallo Negro, Maria Grubb, explica por que o rum é tão especial. “Quando alguém vem entregar o Barrilito, é literalmente o filho que vem ao restaurante”, diz ela. "Quando você vai comprar, é a filha. É a nossa foto em casa - no seu aniversário, no seu aniversário, nós comemoramos com isso."

Se existem, como dizem os políticos, duas Américas, então certamente também existem dois Porto Ricos. Aí está a parada do cruzeiro, em comparação com a descoberta por quem olha abaixo da superfície. Tem Bacardi e tem Barrilito. E a rica cultura de coquetéis da ilha, que começou a se desenvolver nos últimos anos, é uma maneira de aquele Porto Rico mais interessante se mostrar ao mundo, e seu crescimento é sincronizado perfeitamente com o ressurgimento do rum. Ron del Barrilito é o embaixador ideal encontre, ou ele irá encontrar você.


Papa Jac comemora 25 anos no San Sebastian Street Festival

Desde a criação de sua fórmula original em 1992, várias gerações desfrutaram das festas da Calle San Sebastián com Papa Jac e seu sabor refrescante e seus copos distintos que a cada ano são pensados ​​para fazer desta bebida uma bebida lembrada por todos.

Vários artistas como Bikismo, Sofia Maldonado e Radames & # 8220Juni & # 8221 Figueroa criaram algumas das artes que adornaram os copos da bebida favorita do Festival de Rua de San Sebastian e neste ano quando você compra Papa Jac Original Recipe ou a nova Sangria sabor no Sanse 2017, você pode obter o copo colecionável do 25º aniversário, para que você possa levar a festa de volta para sua casa, porque Papa Jac agora está disponível em todo Porto Rico.

& # 8220Recentemente, a Papa Jac passou a ser distribuída em pouches, ficando mais acessível para o consumo de todos ao longo do ano. As raízes do Papa Jac & # 8217 estão na Velha San Juan, entre a arte e a música, por isso continuamos com a tradição dos vasos característicos e que melhor momento para celebrar sua reconhecida trajetória de qualidade do que em seu lugar de origem & # 8220 disse Nicole González , gerente de marca da V. Suárez & # 038 amp Co.

Papa Jac é o primeiro coquetel feito em um bar de Porto Rico e distribuído comercialmente e está disponível em seu sabor original e seu novo sabor de sangria

Pegue o seu copo, recolha-o e junte-se à celebração dos 25 anos do Papa Jac.

História do Papa Jac

Em 1991, Juan Pablo Rodríguez, um jovem empresário e amante da música, apaixonou-se por um emblemático local da Velha San Juan (hoje conhecido como Don Pablo). Com a ideia original de abrir uma loja, mudou de ideias e decidiu desenvolver um bar. Durante suas viagens a New Orleans, ainda estudante universitário, foi atraído por uma bebida renomada daquele lugar, que o inspirou a criar o Papa Jac. Um coquetel servido em um copo de design atraente, com logotipo divertido e que pode ser consumido com & # 8220refill & # 8221, por um custo menor. Um conceito inovador nunca antes visto na ilha. Isso aliado a um sabor refrescante, que inclui suco de salsa e uma mistura de deliciosos licores, foram a fórmula para o sucesso imediato.

Em 1992, Papa Jac já havia se tornado o coquetel preferido dos visitantes da rua San Sebastián. Foi justamente nesse ano (1992) que aconteceu o San Sebastian Street Festival, um evento de classe mundial que reuniu centenas de milhares de pessoas em San Juan. Papa Jac foi o coquetel mais solicitado durante a regata e expôs sua qualidade e espírito sanjuanero para centenas de milhares de pessoas que participaram.

Uma geração inteira cresceu com Papa Jac. Sinônimo de saudade, bons momentos e lembranças inesquecíveis. Mais de 20 anos depois, Papa Jac ainda é o coquetel preferido das festas da rua San Sebastián e dos visitantes de San Juan.

Papa Jac é o primeiro coquetel feito em um bar de Porto Rico, a ser engarrafado e fabricado para a alegria do público local. Hoje, Papa Jac, em seu sabor original e novo sabor de sangria, está pronto para levar o espírito de San Juan para o resto da Ilha, através de seu acordo de distribuição com V. Suárez & # 038 Co.


Encontramos pelo menos 10 Listagem de sites abaixo ao pesquisar com tastingpuertorico.com no motor de busca

Degustação de Porto Rico - Título do seu site

  • Se você deseja uma experiência única, festiva e VIP, podemos oferecer-lhe nosso “Tour degustação em Porto Rico”
  • Neste tour iremos sobrevoar as áreas de San Juan, então iremos levá-lo a 1 dos 6 restaurantes ou atrações para selecionar, com até 2 horas de espera em terra sem nenhum custo extra.

Puerto Rico Rum Tours Puerto Rico Rum Tasting Tours 2020

Winepaths.com DA: 17 PA: 29 Classificação MOZ: 47

  • Qual é o melhor rum porto-riquenho para experimentar? Don Q é considerado o melhor rum de Porto Rico de acordo com os habitantes locais, enquanto o Bacardi é o mais famoso e reconhecido em todo o mundo.

Guia de viagem para Puerto Vallarta, Jalisco - oficial

  • Puerto Vallarta Um destino de praia com um pouco do México
  • Puerto Vallarta se caracteriza pelo encanto natural de suas praias abraçadas pelas montanhas de Sierra Madre, a essência de sua cultura, gastronomia e tradições e o calor e a hospitalidade de ser recebido como um amigo
  • Este destino mágico tem sabor e espírito mexicano autêntico.

Puerto Vallarta Tours - Coisas para fazer em Puerto Vallarta

Descubra tirolesas, mergulho, snorkeling, passeios de quadriciclo, nadar com golfinhos e muito mais com Vallarta Adventures! Economize ao reservar sua viagem online!

Degustações de tequila, mezcal e amp racilla em Puerto Vallarta

Puerto Vallarta, além de ser um destino turístico popular, está localizado no estado de Jalisco, onde a maior parte do agave, fonte da tequila, é cultivada.

TastingPuertoRico (@tastingpuertorico) • Fotos do Instagram

Instagram.com DA: 17 PA: 19 Classificação MOZ: 41

653 Seguidores, 67 Seguindo, 155 Postagens - Veja fotos e vídeos do Instagram de TastingPuertoRico (@tastingpuertorico)

AS MELHORES excursões e degustações de vinho de Porto Rico (com fotos

Tripadvisor.com DA: 19 PA: 50 Classificação MOZ: 75

  • Descubra a história e a paixão por trás de cada garrafa com os melhores tours do vinho em Porto Rico
  • Com algumas das mais belas paisagens de vinhedos, degustações de vinhos e passeios são uma experiência fantástica para todos
  • Reserve facilmente online com o Tripadvisor.

Guia para degustação de rum em Porto Rico discoverpuertorico.com

  • O rum mais popular do mundo é feito em Cata & # 241o, na Casa Bacard & # 237, a maior destilaria de rum premium do mundo. Criado em 1862, o Bacard & # 237 Superior foi apresentado ao mundo, um rum branco refinado perfeito para misturar coquetéis populares .

Destilarias e tours de rum de Porto Rico

Visittheusa.com DA: 19 PA: 50 Classificação MOZ: 77

  • Este licor onipresente foi destilado na ilha desde meados de 1600 e é a fonte de mais de 70 por cento do rum consumido nos Estados Unidos continentais hoje.
  • Ao visitar Porto Rico, um tour pela destilaria é mais do que apenas uma chance de provar uma especialidade local, é um vislumbre do

Casa BACARD & # 205 Puerto Rico Puerto Rico Atrações Rum

Bacardi.com DA: 15 PA: 14 Classificação MOZ: 38

Visite a Casa Bacardi, uma das principais atrações de Porto Rico, descubra a história do BACARD & # 205 por meio de uma excursão guiada, torne-se um maestro do rum com o Rum Tasting Tour, ou mestre ...

Marcas de cafés especiais para degustar em Porto Rico. Descubra

  • Uma fazenda de café de quarta geração situada nas montanhas de Yauco, o café gourmet especializado do Café & # 233 Don Ruiz é de colheita única, colhido e selecionado manualmente
  • O café é então transportado para o histórico Cuartel de Ballaj & # 225 na Velha San Juan, onde é torrado, moído e embalado ou servido em sua pequena e charmosa cafeteria.

Arroz Mamposteao Receita Degustação Puerto Rico Boricua

Pinterest.com DA: 17 PA: 23 Classificação MOZ: 51

  • 12 de fevereiro de 2015 - Existem vários pratos básicos de arroz aqui em Porto Rico e um que é popular em nossa casa é o Arroz Mamposteao, que é basicamente uma combinação de ensopado de feijão com arroz cozido
  • É simplesmente delicioso e esta versão é tão fácil de fazer
  • Ingredientes: 3 xícaras de arroz branco cozido (use seu método preferido) 7 onças…

Tour de degustação de rum Bar Rum Casa Bacardi Porto Rico

Bacardi.com DA: 15 PA: 39 Classificação MOZ: 66

Tour de degustação de rum, torne-se um maestro de rum nesta excursão guiada onde você descobrirá como fazemos nossos rum premium, o artesanato de nossos barris e blendagens, a história de nossa empresa familiar e saboreie seis rum BACARD & # 205.

Piccadilly Music Pub (Porto Rico)

Tripadvisor.com DA: 19 PA: 50 Classificação MOZ: 82

Este lugar é o melhor bar da ilha. Pessoas fantásticas comandando o show em Robbie & amp leo super entertainment. Nós conhecemos Leo no Revoli e voltamos ano após ano para seus shows, questionários (frase de efeito amada) e hipnose, Robbie é um ótimo ponto engraçado cara ótimo DJ com piadas a noite toda mal posso esperar para estar de volta, esperançosamente, em junho, não em outubro, por 3 semanas, que estaremos

Tasting Puerto Rico Puerto Rico, Cooking channel, Utuado

Pinterest.com DA: 17 PA: 24 Classificação MOZ: 55

  • Degustação de Porto Rico: Que rico lechon / porco assado
  • Porto Rico Cuba Vamos nos Perder Receitas Porto-riquenhas Receitas Espanholas Comida Espanhola Lugares Exóticos Meu…

Jose Cuervo Tequila: Tour de degustação de tequila em Vallarta

Saboreie a história por trás do espírito nacional do México nesta excursão privada de Tequila! Não há melhor maneira de celebrar seu amor pela tequila do que com nosso tour VIP privado pela impressionante destilaria Jose Cuervo, La Roje & # 241a, localizada na cidade histórica de Tequila.

Primeira vez experimentando comida porto-riquenha Mukbang no Sofrito's

Youtube.com DA: 15 PA: 6 Classificação MOZ: 37

Esta foi a nossa primeira vez provando comida porto-riquenha e foi uma primeira experiência incrível se você estiver na área de Wisconsin, você tiver que experimentar o Vega l de Sofrito

Degustação de vinhos na vinícola Paradise Paradise Ridge

Prwinery.com DA: 12 PA: 34 Classificação MOZ: 63

  • Para uma experiência de vinho de lazer no Paraíso, nossa cesta de piquenique pode ser perfeita para você
  • Abra uma garrafa, depois saboreie e relaxe! Inspirado em Sonoma Country, esta é a maneira perfeita de desfrutar do paraíso enquanto celebra a generosidade local dos fornecedores de alimentos familiares de Sonoma County.

Ron del Barrilito - Bayam & # 243n, Porto Rico

  • Na cidade de Bayam & # 243n, a apenas 20 minutos de carro de San Juan, o produtor de rum mais antigo de Porto Rico continua a fazer sua bebida espirituosa com os métodos que desenvolveu no

Os 5 melhores passeios e ingressos para os Pinones 2021

Viator.com DA: 14 PA: 43 Classificação MOZ: 76

  • Confira os melhores passeios e atividades para vivenciar os Pinones
  • Não perca as ótimas ofertas de coisas para fazer em sua viagem a Porto Rico! Reserve seu lugar hoje e pague quando estiver pronto para milhares de passeios em Viator.

Porto Rico Hoje - Crashboat

Airbnb.com DA: 14 PA: 20 Classificação MOZ: 54

  • Aguadilla Pueblo - Junte-se aos nossos guias locais com experiência em relações governamentais, política, economia, recuperação de desastres e experiências nos setores corporativo, público e de ONGs em Porto Rico e no exterior
  • Esta é uma conversa aprofundada sobre a dinâmica do governo local, política e a relação EUA - Porto Rico e questões socioeconômicas enquanto caminhamos pela praia Crashboat em Aguadilla e

A verdade sobre táxis, Ubers e carros de aluguel em Porto Rico

Ir para: Táxis Ubers e outros aplicativos de compartilhamento de viagens Carros de aluguel Envie seu carro para Porto Rico Há uma razão pela qual o transporte de carros para Porto Rico pode ser o único propósito de um negócio.


Encontramos pelo menos 10 Listagem de sites abaixo ao pesquisar com Pitorro Rum de Porto Rico no motor de busca

Uma breve introdução a Pitorro, o Moonshine de Porto Rico

Muitos países têm suas próprias versões do espírito, no entanto, e Porto rico é “pitorro”. A produção de pitorro remonta a séculos, quando o açúcar…

Pitorro Local Spirit, de Porto Rico, Estados Unidos da

Tasteatlas.com DA: 18 PA: 8 Classificação MOZ: 27

  • Muitas vezes apelidado de Puerto Moonshine riquenha, pitorro é uma bebida tradicional destilada da cana-de-açúcar ou melaço
  • Embora as receitas variem e a bebida possa ser apreciada como uma bebida espirituosa crua, a base geralmente é enriquecida com vários ingredientes, mais comumente frutas ...

Porto-riquenho Pitorro / Ron Ca & # 241a / Ca & # 241ita - RumAdventures

  • Pitorro é RUM caseiro porto-riquenho, conhecido como moonshine, em inglês.
  • O Pitorro é feito de cana-de-açúcar e normalmente é muito mais forte do que o RUM normal ou acima da prova, o que significa que é normalmente mais de 80 provas ou 40% de álcool por volume
  • Os níveis de álcool podem ser de 120 provas ou mais!

Agora oferecemos PITORRO, um rum destilado porto-riquenho

Tripadvisor.com DA: 19 PA: 50 Classificação MOZ: 72

La Bodega Del Viejo San Juan, Porto Rico Foto: Agora oferecemos PITORRO, uma Puerto Destilado riquenho rum, disponível em diferentes sabores! - Confira Tripadvisor 147 fotos e vídeos espontâneos dos membros de La Bodega Del Viejo San Juan

Distillery Port Morris Distillery Nova York

  • Os dois destilam uma bebida espirituosa especial, Pitorro, um Puerto Rican Moonshine nativo da ilha de Porto Rico
  • Usando a receita da família de maçãs, mel e açúcar mascavo de Tio, tio de Ralph, eles criaram um espírito de 92 prova ousado, suave e saboroso.

Pito Rico Rum Elite 750ml GABA

Gabaapp.com DA: 11 PA: 35 Classificação MOZ: 51

Com os mais elevados padrões de qualidade e produção de classe mundial, PitoRico promete entregar um pitorro de excelência insuperável, de Porto Rico para o mundo.

Se você perder Bacardi 151, experimente o porto-riquenho Pitorro MyRecipes

Myrecipes.com DA: 17 PA: 44 Classificação MOZ: 67

  • É ilegal fazer pitorro em Porto Rico e a aplicação de picos de destilação em casa em dezembro
  • Pitorro é normalmente 100 provas ou mais, e é aí que o Bacardi 151 entra em jogo
  • Enquanto 151 ainda estava disponível, alguns porto-riquenhos o preferiam ao rum caseiro por sua consistência de prova e sabor.

Visite as Destilarias de Rum de Porto Rico. Descubra

  • Nas montanhas de Porto Rico, os moonshiners enterrariam cabos de pitorro à prova de 95, puro ou misturado com frutas, para “curar” no subsolo até que estivessem suaves o suficiente para beber
  • Uma versão moderna e legal desta bebida, que é uma versão muito mais forte do rum, está agora disponível graças ao PitoRico.

Destilaria de rum PitoRico, Jayuya, Porto Rico Top 10

  • Pito Rico promete o sabor distinto da autêntica bebida alcoólica ou “pitorro”Em níveis legalmente aceitáveis ​​de álcool por volume, bem como embalagens amigáveis ​​de varejo e importação
  • Além do branco clássico pitorro, também vem em um punhado de sabores de frutas, incluindo coco, "parcha" (maracujá) e tamarindo, bem como um rum

O porto-riquenho Pitorro abre seu caminho pelos Estados Unidos

  • Em 2009, a primeira pitorro destilaria, Destiler & # 237a Coqu & # 237, foi fundada em Porto Rico até o final de 2014, teve que se expandir para uma nova instalação para suportar a crescente demanda por bebida legal
  • Garrafas de seu produto estavam ao lado de mais conhecidas Puerto Marcas de licores riquenhos, atraindo a atenção dos turistas por sua alta visibilidade

Porto-riquenho Moonshine, Pitorro, encontra um lar no Bronx

  • As garrafas lançadas no final de 2013 diziam “Brilhar” em vez de “Rum. ” De repente, o PMD não era um entre muitos ofícios rum, mas o único pitorro nos E.U.A
  • A garrafa distinta é uma homenagem aos jarros que tradicionalmente contêm pitorro no Porto Rico
  • As garrafas vêm no tamanho usual de 750 ml, bem como em 375 ml para os mais cautelosos.

Pitorro Tamarindo Rum 75cl Lojas Duty Free no Aeroporto de San Juan

  • Pitorro Tamarindo Rum, reserve online e retire da nossa loja duty free em San Juan antes de viajar.
  • Explore nossa ampla variedade de produtos de beleza, bebidas e alimentos ao reservar seu pedido isento de impostos online
  • Encontre o principal Pitorro produtos disponíveis para compra e reserva no aeroporto de San Juan.
  • Com o benefício de até 1000 produtos a mais disponíveis quando você reserva com antecedência, aproveite o imposto de compras

Resposta rápida: Pitorro é ilegal

  • Don Q é um Puerto Riquenha rum, destilado, fabricado, engarrafado e distribuído pela Destiler & # 237a Serrall & # 233s de suas instalações corporativas em Ponce, Porto Rico
  • Don Q, “Porto RicoMais conhecido rum”, É o mais vendido rum no Porto Rico, onde mais de 70% do rum

Bem-vindo ao Don Q Rum & # 187 Home

Donq.com DA: 8 PA: 8 Classificação MOZ: 29

  • Descubra 150 anos de família, herança e artesanato
  • Descubra Don Q, idade excepcional Puerto Riquenha rum
  • O número um rum na terra de rum.

Amazon.com: Pitorro é o porto-riquenho Moonshine- Men e

Amazon.com DA: 14 PA: 50 Classificação MOZ: 78

  • T gráfico do Nacional Puerto Rican Jibaro Drink: Pitorro Clandestino
  • Geeky único e um presente de festa para pitorro, ron cana, uísque bourbon e amantes do luar
  • Destilaria, cervejaria, fabricante, caseira, centeio, brilho, jarro, rum, tequila, bebida, cerveja

Sobre nós Destilaria de Porto Rico

  • Pitorro é um rum destilado do melaço da cana-de-açúcar que durante séculos foi apreciado por famílias e amigos porto-riquenhos
  • A Destilaria de Porto Rico visa compartilhar o espírito nacional não oficial de Porto Rico e suas ricas tradições
  • Esta destilaria de propriedade familiar é liderada pela equipe pai e filha Angel Rivera e…

Como é participar do Pitorro em Porto Rico

Quora.com DA: 13 PA: 50 Classificação MOZ: 79

  • Você não come Pitorro… Você bebe! Da Wikipédia, a enciclopédia livre Pitorro é um espírito destilado de porto rico, referido como & quotmoonshine rum. & quot Pitorro geralmente é muito mais forte do que comercial rum
  • Às vezes seu teor de álcool supera

Pitorro (Porto Rico Moonshine) Comida porto-rica

Pinterest.com DA: 17 PA: 24 Classificação MOZ: 58

  • 23 de junho de 2017 - ok, faz parte do Puerto A cultura riquenha e outros nomes dados a este luar rum são Pitrinche, Canita, Lagrimas de Mangle e Curao
  • É produzido pela destilação da cana-de-açúcar
  • Como quase não existem usinas de cana-de-açúcar estatais, sua produção diminuiu
  • Mas, houve um tempo em que foi encontrado com bastante facilidade.

Puerto Rican Moonshine Tasting 2021

Viator.com DA: 14 PA: 50 Classificação MOZ: 82

Amostra 4 variedades de 'Pitorro, 'um caseiro Puerto Rican moonshine Prove uma mistura de 'Pitorro'sabores misturados com frutas exóticas, coco e a pura variedade pura Saiba mais sobre'Pitorroa conexão de Porto Ricoé famoso rum indústria Compre hambúrgueres gourmet e cachorros-quentes (por sua conta) após a degustação

Aberto para negócios: Destilaria de Porto Rico traz Pitorro

  • O pitorro original da Destilaria de Porto Rico, Clandestino, é 100 prova, ou 50 por cento de álcool
  • Seu outro produto engarrafado vendido atualmente é um pitorro tradicional, que é o seu Clandestino original

Destilarias e tours de rum de Porto Rico

Visittheusa.com DA: 19 PA: 50 Classificação MOZ: 89

Você gosta do seu rum bebe forte e sua destilaria fica um pouco fora do caminho tradicional? PitoRico fabrica uma abordagem moderna pitorro, a Puerto Equivalente ao luar da China, no Destiler & # 237a Cruz na cidade de Jayuya, a cerca de duas horas de San Juan, no centro da ilha. Pare para um breve passeio e uma degustação das misturas com infusão de frutas de PitoRico - coco, maracujá

Pitorro, é a bebida ilegal em Porto Rico. É como se

Pinterest.com DA: 17 PA: 24 Classificação MOZ: 62

  • 14 de setembro de 2012 - Pitorro, é a bebida ilegal em Porto Rico É como luz da lua, só que, em vez de uísque, é rum

Destilaria de Puerto Rico Frederick, MD 21701

  • Porto Rico Destilaria (PRD) é especializada em produtos artesanais de alta qualidade Puerto Diáspora riquenha rum
  • Carinhosamente conhecido na ilha como Pitorro, tem sido quase impossível encontrá-lo em qualquer lugar fora de Porto Rico
  • Pitorro é um rum destilada da cana-de-açúcar que durante séculos foi aproveitada por Puerto Famílias e amigos ricanos
  • PRD visa compartilhar o espírito nacional não oficial de Puerto

As 5 bebidas porto-riquenhas imperdíveis do The Crew - Caribbean Trading

  • Clandestino rum operações são bastante incomuns hoje em dia em Porto Rico, dado o fato de que a produção de cana-de-açúcar diminuiu em Porto Rico desde o fechamento de "centrais" ou usinas de propriedade do governo
  • No entanto, isso ainda acontece, e Pitorro é …

Coma, beba e compartilhe comida de Porto Rico • Pitorro Clandestino

Youtube.com DA: 15 PA: 6 Classificação MOZ: 45

Pitorro é uma bebida alcoólica ilegal e tradicional, elaborada principalmente no interior de Porto Rico por rum fabricantes, a maioria dos quais herdou segredos


Infelizmente, eu nunca ouvi o arquivo de som que dá nome ao Penargilon Kangaroo. É o nome de um efeito sonoro usado no Hitchhiker & # 8217s Guide to the Galaxy tv show. A versão da bebida do Moxxi dá a você um bônus na velocidade de troca de arma, taxa de fogo e velocidade de recarga, então nossa versão usa álcool e cafeína. Tattoo é um rum temperado de Puerto Rico com sabor cítrico feito pelo Capitão Morgan. Esta bebida não terá o mesmo sabor de outros rum. Se preparada corretamente, esta bebida deve ter um gosto parecido com o de um peixe sueco.

  • Encha um copo de 12 onças com gelo
  • Adicione 3 onças de rum para tatuagem
  • Encha com Mountain Dew (aproximadamente 6 onças)
  • Mexer
  • Enfeite com uma laranja, se desejar

Melhor para gemada: o verdadeiro McCoy 5 anos de rum

O nome desta garrafa é um nó do Capitão Bill McCoy, um dos mais infames corredores de rum da era da Lei Seca. Ele era considerado como tendo o melhor rum do mercado, que os bebedores começaram a apelidar de "O verdadeiro McCoy".

Embora o álcool seja legal agora, as garrafas de hoje (feitas em parceria com a destilaria de rum Foursquare) ainda são de alta qualidade com sabores redondos de caramelo, caramelo, especiarias para cozimento e madeira de mel. O 5 Year é feito a partir de uma mistura de rum e ainda rum envelhecido em tonéis de bourbon por cinco anos. Todos os rum são provenientes de um destilador veterano de quinta geração em Barbados. Tome um gole puro, com gelo, ou deixe-o brilhar em uma gemada à moda antiga ou sazonal.


Dia 1: Old San Juan Food Tour e Bar Hop

Uma das melhores maneiras de fazer um curso intensivo sobre cozinha porto-riquenha e explorar Old San Juan ao mesmo tempo, é fazer um tour gastronômico. Um guia local o leva em um passeio pela cidade velha, parando em diferentes cafeterias, restaurantes e lojas para provar pratos locais, enquanto também visita pontos de referência importantes e cobre a história e cultura ao redor deles. Empresas de turismo, incluindo Sabores de San Juan, colher, e Compre, oferecem passeios pela manhã e à tarde, bem como passeios noturnos com coquetéis. Certifique-se de pedir ao guia turístico recomendações de onde ir depois, eles geralmente têm ótimas dicas!

Se ainda estiver com fome, saboreie o jantar em um dos belos restaurantes da parte antiga de San Juan, que oferece comida maravilhosa e um ambiente excelente. Princesa Gastrobar no Paseo de la Princesa é ótimo para grupos grandes. Pizza Artesanal Bari a sala de jantar é um pátio pitoresco onde servem pizzas ao estilo argentino, bem como mofongo e outros pratos porto-riquenhos. Para jazz ao vivo e jantares finos, reserve uma mesa no Carli's Fine Bistro e Piano.

Após o jantar, explore a cena dos bares da Velha San Juan. Os favoritos locais incluem La Factoría (mais uma vez eleito um dos 50 melhores bares do mundo), La Cubanita, O mezanino e Bar de Vinhos Al Fresco (ocupando o segundo e terceiro andares do mesmo edifício), La Taberna Lúpulo que oferece a maior seleção de cervejas artesanais do Caribe (incluindo várias cervejarias artesanais locais) ou vá para os bares Calle São Sebastião onde você encontrará muitos bares interessantes com ótimas promoções e música ainda melhor.


Os melhores sorvetes de todo o mundo

Fizemos um tour de degustação de rum com Kenneth McCoy, proprietário da The Rum House and Ward III em Nova York.

A vida é difícil para os amantes do rum. Nove em cada dez vezes, tudo o que eles podem esperar encontrar no bar local é Bacardi, Captain Morgan e Malibu, enquanto seus compadres que tomam uísque podem contar com uma ampla seleção de bourbons, ryes, single malts e assim por diante, sejam os as paredes do referido bebedouro são forradas com telas planas ou & ldquoreclaimed wood & rdquo. Não há lugar para conhecedores de uísque e irmãos mais velhos? Onde moram os rum de um único estado? Os agricoles? As demeraras? As soleras? As alças pretas?

A resposta, ao que parece, está bem ao lado dos painéis ofuscantes da Times Square. Down the street from the heart of the neon mess is The Rum House, an innocuous little rum and cocktail bar connected to the lobby of the Edison hotel. Owned by Kenneth McCoy (who also owns Ward III in downtown Manhattan), the bar renews the Prohibition-era rum cocktail while offering an extensive tasting menu for the appreciation of aged and rare rums on their own merits.

Naturally we jumped at the chance to take a globe-trotting tour of rums with the expert by way of an extended tasting session. With a notebook and a pen between us, we jotted down our tasting notes as we ventured, bottle by bottle, from Brooklyn to Barbados, then hopped along from Antigua to Cuba we ventured to Scotland by way of Guyana, and had a brief stay in Mauritius. Those of you still sipping Bacardi (like it&rsquos your birthday) ought to disembark from the cruise ship there&rsquos a lot to see &mdash and taste.

Europa

Bruichladdich Renegade Rum

From Scotland (by way of Guyana): Bruichladdich&rsquos Master Distiller Jim McEwan struck a tricky balance with this bottle, a rum distilled in the agricole style &mdash that is, from sugar cane juice rather than molasses &mdash and aged in French oak barrels on the Scottish isle of Islay. The intuitive combination of pot still distillation (later supplanted by column distillation, this was the method by which rum was originally produced) and agricole style (through which the terroir of the cane bears significant influence over the final product) suggests a coming rum renaissance &mdash a return to, and a refinement of, the foundational method of rum distillation, through which all of the spirit&rsquos varied forms can finally be recognized. This is both cause for celebration amongst rum lovers, and an interesting avenue for fans of single malts.

Tasting Notes: The nose exudes earth and grass, lightly underlined by more typical notes of ripe and fecund fruit. But the taste is anything but typical: the first blush is an overwhelming gust of sea air, salt, brine and kelp, undoubtedly drawn into the barrel from the winds of Islay. A surprisingly light finish reminds you that this is an agricole-style rum, as does a slow-blooming layer of caramel and prune, uniting the spirit&rsquos homeland with its adopted guardians.

Black Tot Last Consignment British Rum

From Britain (by way of the greater Caribbean): From 1655 to 1970, sailors in the British Royal Navy received a ration of rum. Known as &ldquotot&rdquo, the black strap rum was born of the sparest of distillation methods &mdash meaning the liquid was every bit as pernicious in taste as the day it was invented. The Black Tot line is as rare as rums come &mdash it&rsquos the very last reserve of that consignment rum (the rum ration was cut in 1970). Bottles go for near $1,000, and they&rsquoll surely creep over that horizon as those bottles vanish.

Tasting Notes: Everything you&rsquod expect from the high seas &mdash an extremely hot and peppery rum, abrasively at first, that coats the tongue with deeply bitter molasses and a prevailing sense of burnt leather that grows more distinct with each sip. Once that initial sting softens, dried prunes and apricots settle in, at odds with a bitterness not unlike Malta. Is that lime in the finish, or just the ghostly memory of a mug of grogg?

Samaroli Demerara 1988

From Scotland (by way of Guyana): A legendary Italian whisky bottler, Silvano Samaroli is one of the forerunners of the deindustrialization of Scotch, championing small batches and world-traveling barrel aging. Having &ldquoreached a limit&rdquo for whiskies, Samaroli turned his attention to rum, focusing largely on demerara styles (made from sugar cane grown in Guyana). Each rum is aged in a single cask in Scotland starting from the year on the bottle &mdash 1988 in this case. Scotland&rsquos lighter climate slows down the aging process, which occurs much more quickly in the Caribbean, for a distinct profile all its own.

Tasting Notes: The demerara style distinguishes itself in an immediately more watery mouthfeel, in contrast with the often silky, syrupy texture of other rums. This makes the rummy dark fruit flavors more contained and less intense, though no less expressive: figs and honey play on the entire tongue rather than just the rear of it, colored just slightly by allspice &mdash and an impressive, barely there hint of bitter mamey. Leather and cinnamon assert themselves in a pronounced-yet-refined finish.

Samaroli Caribbean 2003

From Scotland (by way of Cuba): Samaroli&rsquos other sought-after bottle of rum goes by the name &ldquoCaribbean&rdquo only in the US. Elsewhere? It&rsquos called &ldquoCuba.&rdquo Same bottle &mdash same label, even, save for the one word. But what&rsquos in a name? As with the Demerara, the rum was distilled in the country noted by the title &mdash so we&rsquoll say &ldquothe Caribbean&rdquo, for Signori Samaroli&rsquos sake &mdash and aged for 7 years in casks in Scotland.

Tasting Note: Not unlike the Samaroli Demerara, the Caribbean is lighter, with a less overpowering mouthfeel than most, with a pleasing and paradoxically light earthiness balancing out sweet, subtle notes of banana and vanilla. All this, and just a touch of spice.

América do Norte

Privateer Amber Rum

From Ipswich, MA: But if you&rsquod prefer to keep it in the homeland, look no further than Privateer International. Based just outside of Boston in Ipswich, Massachusetts, Privateer seeks to restore and renew Colonial rum aesthetics. The &ldquoTrue American&rdquo aged rum is made from grade A American molasses and boiled brown sugar, double distilled, aged in French, American and Hungarian oak barrels and finished in Bourbon, brandy and sherry casks. Learn more about their methods here.

Tasting Notes: This is the rum for reluctant converts, its first sip bearing oaky, leathery notes more common to single malts. Gradually the molasses comes forward, the leather and oak slowly relegating to the finish rather than the fore. Then, caramel, cola and hazelnut join in, easing the drinker from refined simplicity to the versatility and variety of flavor that makes rum special.

Owney&rsquos NYC Rum

From Brooklyn, NY: Distilled from grade A, non-GMO molasses in Bushwick, Brooklyn, Owney&rsquos Rum harkens back to the prohibition era, when rum distillation was not uncommon in New York City. The Noble Experiment NYC, founded by Bridgit Firtle, is currently the only rum distillery in Brooklyn. (We&rsquoll see how long they can say that.)

Tasting Notes: A fine argument for the simplicity of clear, un-aged rum, this will put your memories of Bacardi Silver far behind you. More pleasant memories of carnival popcorn and fresh vanilla ice cream play on the nose like a blissful summer. What you see &mdash or smell &mdash is what you get: lightly buttered popcorn and vanilla, nary a hint of paint-thinner harshness to be found. Dangerously easy to sip.

The Caribbean

Havana Club Añejo

From Cuba: Let&rsquos get back to that earlier question: what&rsquos in a name? The Havana Club brand is a gold standard for rum everywhere in the world &mdash so much so that Bacardi has been trying to poach the name &mdash except for the US. The distillery was founded in 1878, received its iconic name and logo in 1934, and in 1960 was nationalized by the newly minted Castro administration, who made the rum a hot commodity among the Soviets. So naturally, this is forbidden fruit &mdash one that you can find with ease and attain for reasonably cheap at any duty-free store outside of the US (provided it&rsquos all right between you and your god). For McCoy&rsquos sake, we note that the Rum House does not offer tastings of this bottle. As diplomacy runs its course, time will tell whether that remains the case. (It probably won&rsquot &mdash what with Paris Hilton partying with the Castros and all that.)

Tasting Notes: Right on the nose is that elusive, forbidden scent, the one that beckons cigar-lovers to the Caribbean like cartoon characters gliding toward a fresh pie: Cuban tobacco. Once you&rsquove been lured into that first sip, it&rsquos clear that Havana Club is everything it&rsquos said to be. There&rsquos salted caramel, somehow stripped of any sweetness orange peels and cereal steeped in spiced amber and then there&rsquos that tobacco, overhanging like a cloud without obscuring everything underneath. The finish, light in texture but rich in flavor: bergamot, ripe plantains and a chocolate syrup that&rsquos mostly cacao. It&rsquos otherworldly on every level.

Ron del Barrilito

From Puerto Rico: Edmundo Fernandez&rsquos Ron del Barrilito (or &ldquorum from the little barrel&rdquo) is a secret treasure among rum drinkers &mdash and in Puerto Rico, where older citizens consider Bacardi an &ldquoimport&rdquo, it&rsquos the true gold standard for rum. Fernandez buys up a quantity of Bacardi&rsquos raw rums straight after it&rsquos distilled, and blends them in a large wooden vat according to his grandfather&rsquos closely guarded recipe &mdash whereas most rum makers blend rums after they&rsquore aged. The blended spirit is aged in charred sherry wine barrels the &ldquotwo-star&rdquo bottle is aged for three years, while the more sought-after &ldquothree-star&rdquo bottle is aged anywhere between six and ten years. At last report, the rum maker produces around 12,000 cases of the spirit annually &mdash that, along with its remarkably low price for such a fine spirit, makes it a tough find throughout most of the year. So it&rsquos wise to snatch it up as soon as you see it.

Tasting Notes: Initially, the nose presents an inviting bouquet of oranges and papaya, with just a trace of banana. But shortly you&rsquoll note more austere notes looming just out of reach: pungent molasses and a distinct smokiness. The latter of the pair will sneak up on the unsuspecting drinker, a mouthful of toasted oak, smokiness masking the fruit that was promised so deceptively and razing the throat on its way down. But the sweeter notes return when you breathe, as though salving the burn, and gradually the two merge and compromise: the fruit matures into orange zest and licorice the smoke mellows into a pleasantly strong tobacco with just a hint of leather and that wildfire finish gives way to a firm but good-natured cinnamon kick.

South Bay Rum

From the Dominican Republic: South Bay is a newcomer to the contemporary rum market, though their master distillers aren&rsquot &mdash they&rsquore Cuban distillers who migrated to the Dominican Republic. (If you&rsquove ever had tobacco grown in the DR from Cuban seeds, you get the idea.) South Bay Rum is solera blended and aged in Bourbon, sherry, port, wine and single malt barrels. South Bay doesn&rsquot specify an age, so it&rsquos likely a young spirit. But this makes it a fine, gentle sipper for beginners and a quality mixer.

Tasting Notes: South Bay is about as sweet as people expect rum to be, which is characteristic of a younger rum. But its slight immaturity is also its boon the rum&rsquos lightness makes for something of a solera 101 bottle, highlighting the qualities of each barrel. The nose is unthreatening, with just vanilla and caramel on display each subsequent sip reveals butterscotch, black cherries and cola, with a finish that calls to mind vanilla and ginger.

English Harbour 5 Year

From Antigua: You wanna talk &ldquosmall batch&rdquo &mdash how about a distillery from Antigua? Unlike Barbados, which still plays host to a plethora of distilleries and sugar cane plantations, Antigua has just the one: Antigua Distillery Ltd., founded through a mass merger of rum shops in the early 20th century. Of their English Harbour rum series &mdash each bottle of which is classified single estate, matured from 220-liter charred oak barrels over various time periods &mdash the 5 Year stands out as a balanced and accessible entry.

Tasting Notes: Antiguan rum distinguishes itself with a uniquely light mouthfeel and flavor profile, and the English Harbour 5 Year is no different. Aromatic spice on the nose belies the dryness of the spirit apple and cinnamon present themselves, but the primary player here is the oak, which stands on the tongue rather than coating the mouth, as is common. This dissolves into spices and cinnamon as it develops, all wrapped in a smoky finish.

Plantation XO

From Barbados: Plantation is one of the premier Barbadian rum companies you could say they epitomize the form, with smart, balanced blends that never mask and muddle natural flavors, instead highlighting the most unique ones. The XO honors Plantation&rsquos 20th anniversary with a blend of the distillery&rsquos oldest reserves, aged a second time for 12 to 18 months in French oak casks.

Tasting Notes: A pleasant bouquet of figs and caramel gives a straightforward hint towards what&rsquos in store: In typical fashion for a Barbadian rum (think Mount Gay), dark and pleasant flavors play within a creamy mouthfeel that sits nice and cozy in the rear palate &mdash highly characteristic of double barrel finishing. Those fig and caramel notes dissolve into candied citrus and vanilla, which a sherry-smooth finish envelopes in coconut and oak.

The Real McCoy 5 Year

From Barbados: If it&rsquos not pirates and privateers, it&rsquos rum-runners and gangsters. The Real McCoy takes its name from one such fella. &ldquoThe Real McCoy&rdquo is what Prohibition-era drinkers called rum distilled by Bill McCoy, which was revered for lacking additives like turpentine or prune juice. Similarly, this rum, distilled at Foursquare Distillery in Barbados, is praised for foregoing additives that lesser distilleries rely on (caramel, sugar, etc.). Their rum comes in three age statements &mdash 3, 5 and 12 &mdash and is single distilled in a combination of pot and column stills, then aged in heavily charred American oak barrels. (You&rsquoll want to go for broke and shoot for the 12 Year &mdash but the 5 Year is a good compromise for the budget-minded.)

Tasting Notes: This rum is the flipside to Plantation&rsquos blended offering, heavier and darker in a typical prohibition style, with notes of candied (but not overly sweet) molasses offset by brighter fruits and florality both on the nose and in the mouth. It&rsquos thick and rich, with a spicy finish that readies the palate for the next sip.

Extremo Oriente

The Other Side of the Equator

Pink Pigeon Spiced Rum

From Mauritius: Based upon the isle of Mauritius in the Indian Ocean, the Medine Distillery names this bottle for the endangered pink pigeon of its homeland. It looks like it would be perfectly at home in a Victoria&rsquos Secret gift bag, but the spirit inside is not quite so tacky. It&rsquos a quadruple-distilled single-estate rum, meaning its molasses came from sugar cane grown on a single estate, and infused with hand-picked, wood-matured Bourbon vanilla (ie, vanilla grown on an island in the Indian Ocean) for six months.

Tasting Notes: It&rsquos an unabashedly sweet spirit &mdash one that could easily replace your go-to dessert wine or port. Uncorking the bottle releases the most distinct scent of vanilla you&rsquoll ever come across in a rum. The flavor of vanilla bean is well represented alongside ripe banana in a densely creamy, port-like mouthfeel, flowing freely and easily into a white chocolatey finish. A buttery cream soda coats the throat, foreshadowing more astringent cola and seltzer notes that cut the sweetness in subsequent sips. Note this bottle for next year if your Valentine&rsquos Day was missing something.


Assista o vídeo: MINHA VIAGEM PREFERIDA Porto Rico (Julho 2022).


Comentários:

  1. Shagal

    Teste e niipet!

  2. Rushe

    Eu parabenizo, que palavras necessárias ..., pensamento notável

  3. Rhadamanthus

    Sinto muito, nada que eu não possa ajudá -lo. Eu acho que você encontrará a solução certa. Não se desespere.

  4. Jazzmyn

    Desculpa para isso eu interfiro ... em mim uma situação semelhante. Escreva aqui ou em PM.



Escreve uma mensagem