Novas receitas

Pudim de Yorkshire para receita de Yorkshiremen

Pudim de Yorkshire para receita de Yorkshiremen


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

  • Receitas
  • Tipo de prato
  • Acompanhamento
  • Pudim de Yorkshire

Esta é uma velha receita de família transmitida pela linha masculina da minha família. Você pode adicionar as ervas ou temperos que quiser e é um ótimo complemento para qualquer refeição, até mesmo curry.


Devon, Inglaterra, Reino Unido

7 pessoas fizeram isso

IngredientesRende: 8 pudins de Yorkshire

  • 6 a 8 colheres de sopa de óleo vegetal ou gotejamento de carne
  • 4 colheres de sopa de farinha branca simples
  • 4 ovos médios
  • 1 pitada de sal
  • ervas secas ou picadas, a gosto
  • especiarias de sua escolha, para saborear
  • leite semidesnatado, conforme necessário

MétodoPreparação: 15min ›Cozimento: 30min› Pronto em: 45min

  1. Pré-aqueça o forno a 220 C / Gás 7. Coloque uma colher de sobremesa de óleo em 6 a 8 orifícios de uma forma de muffin. Leve a forma ao forno para aquecer.
  2. Misture todos os ingredientes em uma tigela, exceto o leite e bata bem. Adicione leite apenas o suficiente para fazer uma única consistência de creme. Deixe repousar na geladeira até o forno atingir a temperatura.
  3. Retire a forma de pudim do forno e despeje a mistura para massa nos orifícios untados com óleo enquanto o óleo está quente. Encha apenas até que o óleo esteja no topo de cada orifício. O óleo vai flutuar na massa.
  4. Asse por 30 minutos e verifique a cada 5 minutos até marrom médio a escuro. Retire do forno e sirva.

Gorjeta

Como eu disse no início, adicione as ervas ou temperos que desejar. Se for preparar com rosbife, adicione alecrim; para frango, adicione sálvia, etc.

Visualizado recentemente

Críticas e avaliaçõesAvaliação global média:(1)

Resenhas em inglês (1)

Fácil de fazer. Eles se levantaram muito bem e pareciam realmente bons. O sabor estava absolutamente delicioso e estou muito mais do que deveria! -17 de novembro de 2017

Mais coleções


Eu peço desculpa mas não concordo.

. como um Yorkshireman, discordo das quantidades um tanto patéticas de pudim oferecidas pela receita da Royal Chemistry Society.

Aqui está uma receita que dá 6 boas porções de pudim:

Blitz o lote com uma varinha mágica. Deixe repousar 30 minutos.

Aqueça uma colher de sopa de gordura de ganso * em uma assadeira grande em um forno quente. Pelo menos 220C para um forno com ventilador e tão quente quanto para um forno convencional. O forno deve estar à temperatura máxima antes de adicionar a assadeira. Deixe a assadeira bem quente antes de adicionar a mistura. Dê uma blitz final à mistura e despeje na assadeira e leve ao forno por 15 minutos e NÃO ABRA A PORTA!

Corte e sirva as fatias com molho de entrada. Costumo segurar um pouco da mistura para engrossar o molho.

* gordura de ganso tem um ponto de defumação maior do que gordura de boi ou porco, mas você pode usar gordura de boi / porco se quiser uma cozinha cheia de fumaça.

De um verdadeiro yorkshire.

Adicione um ovo a mais, sempre fica melhor!

É imbatível um jantar de domingo de Yorkshire tradicional - com Yorkshire Pudding como entrada, com o prato principal e como sobremesa!

Eu fiz muito bem

Não estava encharcado (exceto em alguma massa que eu tinha deixado e coloquei na geladeira para o dia seguinte). Usei Clover no fundo de uma pequena assadeira de lasanha, coloquei no forno por tempo suficiente para derreter a & quotbutter & quot e despejei talvez 2/3 polegada de massa nela. Deixei lá cozinhando até que só restasse um pouco de água / gordura no centro do pudim.

Funcionou bem. As bordas muito crocantes com uma massa mais macia no meio (por baixo da superfície) e (acho que usei um pouco de gordura demais) um pouco glaceada por baixo, o que significa que o pudim saiu facilmente. Embora a superfície vitrificada possa ter ajudado a impedir que o molho ficasse encharcado no pudim enquanto estava sentado nele.

Não é a receita mais detalhada que eu já vi, quanto leite / água?

Como homem de Yorkshire, tenho uma coisa a dizer.

O que algum la-di-da RSC bod sabe sobre alguma coisa

Ligue para a tia. Informe a relação amada de necessidade de sustento.

Também é aconselhável não comer há três dias e fazer planos para não poder se mexer por mais três dias, pois a qualidade só será superada pela quantidade.

Então, primeiro eles estão dizendo que querem criar um final para o trabalho italiano (http://www.theregister.co.uk/2008/10/30/italian_job_ending_solution_contest/) e agora estão criando o pudim de Yorkshire perfeito .

Esses & quotistas & quot; quotistas & quot realmente fazem algum trabalho real?

Quantidades

Que receita ridícula é essa.

Como se pode indicar quantidades específicas de ovo, farinha e sal, quando a metade água, metade leite não tem quantidade. Por esta definição, eu poderia usar 1 galão de água e 1 galão de leite misturados com 1 ovo, uma colher de sopa e meia de farinha (isso é simples ou com fermento?) E meia colher de chá de sal e fazer o pudim "perfeito" . Eu acho que não.

Tanto o RSC quanto o seu hack deveriam ter vergonha de si mesmos.

Também me lembro que o pudim de Yorkshire é originário de Nottinghamshire.

Quinta-feira, 13 de novembro de 2008 15:19 GMT Nick Ryan

Alternativamente.

Alternativamente, aqui está a maneira mais fácil sem mexer com isso: fazer poços no centro de tigelas de farinha sem sentido.

Meça o leite e a água em um liquidificador (não há necessidade de um recipiente de medição separado, pois o liquidificador terá uma escala nele). Despeje todos os outros ingredientes em seguida. Misture até que esteja tudo misturado suavemente. Deixe por alguns minutos e despeje no prato quente normalmente.

Para o ato final de preguiça, enxágue o liquidificador e encha até a metade com água com um pouco de detergente para a loiça. Ligue o liquidificador e ele se limpará sozinho.

E o ângulo da tecnologia? usando a tecnologia para tornar a vida mais fácil - como deveria ser.

Não foi o RSC com aquela coisa sobre o fim do emprego italiano?

Eles realmente fazem alguma química ou apenas ficam sentados assistindo filmes e comendo puds de yorkshire? Alguém sabe se eles têm algum trabalho em andamento?

Estranhamente Suficiente

Quando eu estava nos Estados Unidos (em Denver, então, estranhamente, em Boulder também!), Tive exatamente o mesmo problema. Durante anos usei a receita de Delia com sucesso absoluto. mas lá eles falharam. Sem falta. Pode ser devido às diferenças na farinha ou ao fato de que eles são tão altos lá (em termos de altitude), mas eles nunca deram certo :( De volta ao Reino Unido, sem problemas. :)

Flamin 'Chemists.

Colheres de sopa? Colheres de chá? Científico? E quanto água / leite? Esta receita não passará da fase de revisão por pares, temo.

Idiotas

Essa é a marca de quem passou muito tempo na universidade e consequentemente não tem visão do mundo real.

Boulder CO está a uma altitude de 1 milha mais ou menos. A receita precisa ser alterada, como acontece com todas as receitas que dependem da expansão dos espaços de ar / gás.

Não é à toa que as pessoas estão puxando fundos para a ciência do Reino Unido, se esses são os números pelos quais pagamos.

Ciência ruim

“Meio leite, meio água para fazer uma massa fina. & quot Metade do quê? copo, pint ou (Deus me livre) litro?

Ciência, que coisa.

O RSC está publicando isso? De meus anos estudando química, esperava uma receita exata. Quanto pesa 1 1/2 colher de sopa? Qual o volume de leite / água? Leite gordo ou semidesnatado? Que viscosidade exata de massa é necessária? Meu antigo professor de química teria me dado um tapa na mão por um artigo tão insosso sobre um experimento. Quero detalhes exatos.

Eu amo puds

molho worcestershire

misture, deixe repousar 30 minutos

aqueça o forno até ficar muito quente

coloque a assadeira ou a forma de pudim no forno com gordura ou óleo no fundo. Aquecer até fumar. Adicione a massa. cozinhe por 15-20 minutos. Comer.

Não apenas química, então

& gt & quotEstá no sangue e no instinto das pessoas nascidas e criadas lá. & quot

O RSC (não deve ser confundido com o outro RSC) reconhece o elemento do vodu.

Deus nos ajude. Este RSC não deveria estar fazendo uma química real que precisa urgentemente de ser bem-sucedida - como pesquisar os efeitos das combinações de drogas do NICE? Parece até ter esquecido que Yorkshire Puds são CALORIAS. E calorias = pessoas gordas de acordo com o Evangelho vigente. O que sugere um pouco mais de química real que eles poderiam fazer - pesquisar completamente as vias metabólicas, que o HMcGuv quer que acreditemos que são conhecidas, mas não são. Deus nos ajude.

Pergunta n00b

Como isso pode crescer sem usar bicarbonato ou farinha de fermento?

Certamente não.

Um homem de Yorkshire insistindo que sabe mais e que tem a última palavra?

/ o meu é aquele com o esboço da Hale and Pace Yorkshire Airways no bolso

Pires!

& quotEle explicou: & quotEu uso uma mistura de massa que compro nas minhas viagens de volta a Blighty e ao velho prato de pirex da minha mãe. Talvez o segredo seja fazê-los como ela, como uma verdadeira mulher shirewoman, fez. Tento seguir seus passos. & Quot

Pires! Pyrex sangrento! O rapaz deve ser um maldito sulista.

O que você precisa, meu rapaz, é uma lata de Yorkshire Pudding de metal à moda antiga com uma camada de carbono e pedaços do último pudim de yorkshire que você fez. Nunca lave a lata.

Coloque um bom bocado de carne pingando ou gordura no fundo e deixe ficar bem quente e fumegar antes de colocar a mistura.

Lembro-me de quando tudo isso eram campos.

E sim. Eu sou um jovem nascido em Yorkshire e criado. Pyrex sangrento!

Paris - porque ela sabe que você tem que esquentar.

Outra coisa também

Minha avó era uma moça de Yorkshire e minha mãe aprendeu com ela, e minha mãe insistia que o leite e o ovo tinham que estar quentes, não frescos da geladeira, antes de usar.

E é chegada a hora de o Register abordar essas questões urgentes do mundo ao nosso redor.

E ajuste para altitude

Nas Montanhas Rochosas, você deve ajustar os tempos de cozimento, etc., pois a altitude realmente faz a diferença. Eu estava sempre destruindo ovos cozidos quando vim para o Reino Unido, até que fiz isso por menos tempo.

Esta sempre sobe matrona

2 colheres de sopa de gordura animal.

Bata todos os ingredientes, exceto a gordura animal, em um liquidificador manual o mais cedo possível.

Cada vez que você for verificar din din, misture novamente (garante entrada de ar e malarkey molecular de cadeia longa).

Forno quente 220C, gordura esfumaçada (como a gordura de ganso!), 20 minutos enquanto a carne está descansando.

Coma e beba demais, assista MotoGP / F1 / Superbikes / Cricket / qualquer coisa.

Sal a gosto?

Isso significa que você precisa provar a massa crua para determinar o sabor salgado?

Eu acho que você poderia se lembrar da próxima vez.

Eu ia dizer isso.

O segredo de um Yorkshire adequado é, como Mad as a Bat afirma: - esquente-se e mantenha a porta fechada.

Além disso, já faz muito, muito tempo que não ouvi falar de alguém usando massa de pudim para engrossar o molho, algo que minha avó costumava fazer. Ahhh, nostalgia.

Solução simples

1 xícara de leite (mistura de leite / água, se quiser)

bata os ovos primeiro, acrescente quatro e o leite, bata. Deixe repousar por 10 minutos.

Temperatura do fogão cerca de 200 C, leve o óleo / gordura ao estágio de defumação e adicione a mistura. NÃO ABRA A PORTA DO FORNO ATÉ COZIDO.

Posso acrescentar a definição (para esclarecer para os químicos) - Pão Yorkshire Nann - como pudim de Yorkshire, mas com menos de 1 polegada de altura.

Suas receitas não vão funcionar.

Cozinhar em Boulder é um pé no saco. Você está a mais de uma milha (1655 metros) acima do nível do mar. Veja se você consegue desenterrar & quotPie In The Sky - Baking at High Altitudes & quot de Susan Purdy (ISBN 0-06-052258-5). As técnicas aqui podem ajudá-lo com o seu pudim.

A altitude afeta a cozinha

Um fator que Ian Lyness e o RSC devem considerar são os efeitos da altitude no cozimento. Muitas receitas requerem modificações para altitudes acima de 3.500 pés. De acordo com a Wikipedia em http://en.wikipedia.org/wiki/Boulder,_Colorado, a elevação de Boulder é de 5.430 pés ou 1.655 metros.

Alta altitude

Boulder fica cerca de uma milha acima do nível do mar. Você tem que mudar as instruções de cozimento para tudo lá em cima, eu acho que normalmente você adiciona um pouco de farinha com fermento para bolos, mas eu não tenho ideia sobre o Yorkie Pud. Bisquick costumava ter uma boa receita de pudim de Yorkshire nas caixas britânicas, mas eles pararam de colocá-la ali por algum motivo.

Marmelada

Sirva as sobras do pudim de Yorkshire com geleia.

Podemos agora ter a receita perfeita para aquela deliciosa compota à base de laranja?

Nunca tive problemas.

mas, de qualquer maneira, é preciso um lancastriano para fazer o trabalho direito.

Um título é obrigatório

Um amigo meu (sulista) faz os melhores yorkies que já provei, usando quase exatamente essa receita. A exceção é que ela é vegetariana, então ela não usa carne pingando como óleo. Ela o substitui por azeite de oliva, no qual derrete um pedaço de manteiga (cerca de 1/4 do volume).

Eu mesmo tentaria, mas sou uma cozinheira tão ruim que posso queimar água. E mesmo quando não o faço, fica irregular.

É tão bom ver que alguém sabe como servi-los.

Só os servi adequadamente uma vez. Isso foi em Bradford.

(E a família ficou surpresa por eu saber como deveria ser servido. Mal sabiam eles que o sulista tinha um pai do norte.)

@ Mad as a morcego

Uma colher e meia de farinha.

Onde o fek é a ciência exata nisso.

TY Mad aza bat para medidas mais precisas! :-) Agora - se não fosse pela raposa que comeu minhas galinhas ontem à noite eu teria alguns ovos sangrentos para experimentar.

E para pessoas que têm coisas para fazer na vida

Tia Bessy faz pudins de yorkshire.

Ela até faz cozidos prontos que só precisam ser aquecidos.

(o meu é aquele com um par de libras no bolso para ir comprar alguns congelados)

E se você quiser que seja feito da melhor maneira possível, só na própria casa do pudim de Yorkie você poderá obtê-lo: Nottingham.

Existe seu problema.

Vejo 2 problemas fundamentais em sua abordagem. e ambos são resumidos em sua primeira frase:

& quotEu uso uma mistura de massa que compro nas minhas viagens de volta a Blighty e ao antigo prato de pirex da minha mãe & quot

Como observado anteriormente - Bloody Pyrex. você cozinha yorkshires em uma lata fina e bonita que é reservada apenas para fazer aquela comida dos deuses de Yorkshire.

Em segundo lugar (e estou surpreso que nenhum outro idiota de yorkshire de mente sangrenta percebeu isso) Effing Batter Effing Mix. Quem usa a mistura para fazer um prato que é Ovos, Farinha, Sal e Leite. Vamos.

A massa de pudim de Yorkshire é instintiva. um homem de Yorkshire SABE quando está certo. deixe a gordura quente, mantenha a porta fechada. e nunca mais aparecerá um pudim mole.

Trazendo um pequeno pedaço de Yorkshire para o Canadá. e nunca tenho problemas para preparar meus puds.

Tia Bessy

No freezer! Sempre funcionou perfeitamente para mim, mas, novamente, sou um lancastrista, então acho que o pessoal de Yorkshie não esperaria nada melhor!

@andy gibson re. yum

Oh. talvez com açúcar na mistura de massa. e um pouco de geléia espalhada por cima. Vou tentar :)

P.S. tente espalhar um pouco de geleia de morango em uma fatia de pão frito, mmmmmmmmmmmm.

@E para pessoas que têm coisas para fazer na vida

Eles NÃO são pudins de Yorkshire. Se você acredita que sim, você nunca teve os adequados.

Paris porque ela saberá como fazê-los crescer.

* Balança a cabeça *

Sou um Midlander que mora no sul e nunca tive problemas com meus pudins de Yorkshire. Use uma lata, aqueça o forno e deixe o óleo da lata quente. E mantenha a porta do forno fechada! Isso faz uma grande diferença na qualidade do pudim final.

Claro, se a culinária fosse ensinada em um nível decente na educação atualmente, não haveria necessidade de o RSC fazer algo assim.

Pessoas de yorkshire

eles são parentes de pessoas da Irlanda, ambos parecem continuar a ser de um determinado lugar, mas nunca parecem estar naquele lugar, se for tão bom, cale a boca e volte, caso contrário, apenas aceite que você está apenas outro terráqueo como todo mundo

Receitas

Obrigado pelas receitas extras. O RSC é um pouco maluco, pois não informa quantos ele serve e algumas das quantidades.

A última vez que tentei fazer Yorkshires em casa, eles saíram como panquecas achatadas. Muito enfadonho também. Pense em muita farinha.

De qualquer forma - tentarei alguns dos itens acima na próxima vez.

Muito Grosso == RSC == Não Ressuscitado

A receita de West Yorkshire funciona bem nas margens do Lago Ontário - nenhum ajuste de altitude é necessário aqui. Acho que as portas do forno canadense são muito grandes e a casa se enche de fumaça com muita facilidade. Se o Alarme de Fumaça não disparar, o forno não está quente o suficiente!

Coloque um garfo na mistura, retire e segure no nível, e a mistura deve escorrer suavemente pelos dentes se estiver fina o suficiente.

@David willis

fácil de lembrar, mas não exatamente uma medição precisa. Usar uma xícara de café terá resultados ligeiramente diferentes do que usar uma xícara de ovo.

Talvez a América tenha alguma estranha conspiração entre os fabricantes de copos para mantê-los todos do mesmo tamanho.

E para pessoas que nunca comeram um pudim de yorkshire adequado

Por Keith Postado quinta-feira 13 de novembro de 2008 15:16 GMT

Tia Bessy faz pudins de yorkshire.

Ela até faz cozidos prontos que só precisam ser aquecidos.

(o meu é aquele com um par de libras no bolso para ir comprar alguns congelados)

Não acredito!

& quotEu uso uma mistura de massa que compro nas minhas viagens de volta a Blighty & quot

Sou a única pessoa aqui a ficar profundamente perturbada com este comentário. É farinha!

Em seguida, ele continua dizendo que tenta fazê-los como sua mãe fez (ou algo parecido).

Definitivamente, use uma lata de metal / esmaltada.

Também pode garantir que as coisas permaneçam quentes empurrando o fogão e, em seguida, colocando a lata no fogão (especialmente se você estiver colocando salsichas, ou melhor ainda, pedaços de bacon).

Bom com mostarda BRANDX

Me pareça cínico aqui, mas quanto de uma besteira a RSC recebeu da empresa de relações públicas de Coleman por isso?

Uma excelente explicação desta prática pode ser encontrada em Bad Science.

@Mad as a Bat

Agora estou copiando e colando a receita usando um & quotPeeee Ceeeee & quot, fornecendo assim o ângulo de TI até então ausente

Quinta-feira, 13 de novembro de 2008 17:12 GMT Mike Richards

Para combinar tópicos

Como posso usar um pudim de Yorkshire para resolver 'The Italian Job'?

Receita de Heston Blumenthal

Meia xícara de farinha simples

Combine rapidamente os ingredientes em um acelerador de partículas pré-aquecido e ajuste em 'Alto' por 20 minutos.

Um verdadeiro yorkshire

não seria visto morto em uma cozinha, exceto para pegar outro copo de chardonnay gelado na geladeira.

Para puds perfeitos.

Coloque o forno a 180 ° C e gire o botão para 240 ° C para que a temperatura do forno aumente à medida que os puds cozinham. 10-12 minutos são suficientes.

Reclamações sobre medidas de fluidos

Pelo que entendi, & quotMeia leite, meia água para fazer uma massa fina & quot significa que você adiciona o leite / água gradualmente até que a mistura fique uma massa fina. Portanto, medições exatas são impraticáveis. No entanto, eles devem definir melhor as medidas de seca (especialmente porque parece uma quantidade excessiva de sal).

A melhor solução para isso, como qualquer outro problema culinário, é & quotMuuummm. & quot

/ off para provocar amigo palestrante de Química

Perdeu dois pontos vitais!

1. Use a farinha mais barata e mais fraca que puder encontrar. Se você usar farinha forte (com alto teor de glúten), os puds não passarão muito da borda do prato

2. Apesar dos comentários aqui, bata o mínimo possível na mistura. Quanto menos glúten for liberado, melhor será o resultado. Se você for usar um liquidificador, pare imediatamente se tiver a consistência certa.

Ah, e não precisa ser gordura animal na frigideira. A gordura vegetal funciona bem - experimente com azeite de oliva extra-virgem para obter um sabor diferente (e bastante agradável de IMHO).

Se você conseguir o Ketchup de Cogumelo Geo Watkins, adicione um pouco em vez de água para um sabor mais profundo. Se não conseguir, experimente um pouco de molho de soja light (mas lembre-se de reduzir a quantidade de sal de acordo).

Receita burra

Acho que não vou tentar a receita. Está errado. Só um idiota postaria uma receita assim. Talvez você queira experimentar minha receita de torta de maçã.

combinar todas as coisas juntas. cozinhar.

Se você gosta da receita de torta de maçã, tenho mais assim.

Pegue este rapaz da cozinha

Mistura de massa? Sai da estrada, rapaz.

'ou estanho (não limpo) com gordura fumegante'

Enfie a lata no chão o mais rápido possível. Coloque a farinha na tigela, faça um buraco no meio com um garfo. Quebre os ovos no meio e desenhe a farinha das bordas até obter uma pasta uniforme. Adicione lentamente o leite para mexer. Coloque um pouco de sal.

Quando a gordura estiver fumegando, retire a lata e acrescente a massa. Bata de volta em cerca de 15-20 minutos e feche a porta!

Certifique-se de colocar a bandeja no chão, já que esses babacas não sobem!

Adicione a carne e o molho e terá um deleite real, rapaz.

Síndrome de Jamie Oliver

Sal, pimenta, & quotworcestershire sauce & quot? Clara de ovo? Amadores do caralho! A única coisa que salvaria suas peles em Yorkshire é o cara que recomendou os congelados.

Puxa

Eu estava na casa dos 30 anos quando descobri que as coisinhas deliciosas que minha mãe chamava de Popovers eram realmente conhecidas como pudim de Yorkshire. Minha única tentativa de fazê-los cair totalmente plana (literalmente).

(Chamas para um forno quente, minha provável queda.)

Uma observação sobre estas receitas de & quot de pacote & quot

A maioria desses pacotes de misturas "prontas" são apenas farinha com fermento caro, com instruções para a receita escrita neles. Você está pagando 4 vezes mais, só para eles pesarem a farinha para você.

Os expatriados devem fazer o que eu faço e transformar o jantar de Ação de Graças em um verdadeiro assado inglês, subversão no seu melhor.

O cara RSC que estava no programa Hoje disse que tem que ser leite desnatado.

Residente de Denver ao longo da vida, diz.

Adicione um pouco mais de farinha, um pouco menos fluido. As receitas de bolo geralmente adicionam outra colher de sopa ou mais de farinha à xícara de farinha. Como a receita fornecida é & quotaté que pareça correta & quot, deixe-a um pouco mais grossa do que faria normalmente.

Ou dirija-se ao Pearl Street Mall e encontre um livro sobre culinária de alta altitude.

Se você acha que Boulder é ruim, experimente cozinhar em Leadville (altitude & gt 10.000 pés!). Parentes lá dizem que as receitas precisam de mudanças significativas para funcionar direito.

Bartenders em Leadville não servem flat-landers (somos nós, pessoal) mais do que 2 cervejas para economizar o esforço de arrastar os idiotas porta afora.

E essa

Senhoras e senhores, é por isso que os cientistas, quando estão sendo totalmente científicos, não deveriam ter permissão para escrever receitas. Muito obrigado às alternativas fornecidas acima, tentarei algumas nas próximas semanas.

O meu é aquele com manchas de massa na frente.

Panquecas

Eu prefiro usar a mistura de massa para panquecas. panquecas mmm .. com açúcar mascavo, suco de limão e sorvete. mmm panquecas mmmm.

Mmmmm

Toda aquela conversa de ter pudim de yorkshire como pudim me levou de volta à minha infância - alguém mais comeu com calda dourada? Deeelicious !!

Alta Altitude

Eu experimentei em Verbier como um deleite de Natal para amigos e acabei servindo biscoitos que eram tão chatos. Agora, minha esposa mente, ela parece se dar bem cozinhando Yorkshires em Fernie, Canadá, embora esteja a cerca de 1km de altitude. Na verdade, ela parece ter transformado vários amigos canadenses em fanáticos do YP - tivemos que levar um prato do YP para um deles. Vou me mudar em maio, então se eu conseguir encontrar salsichas que não tenham pimenta ou xarope de bordo, estarei rindo.

Enquanto estava lá, vi uma receita para Yorkshires em uma revista de culinária americana, mas eles pareciam querer chamá-los de & quotPanquecas de sopro & quot, pergunto.

Sexta-feira, 14 de novembro de 2008 07:51 GMT jake

@Roger Greenwood @Rob @ & quotmeasurements & quot twats

& quotnão seria visto morto em uma cozinha, exceto para pegar outro copo de chardonnay gelado & quot

Chardonnay? Eu duvido, rapaz. Os verdadeiros chefes de York muitas vezes são vistos passando pela cozinha, saindo pela porta dos fundos em direção ao local para comprar um pote ou três de Bitter. Muitos também têm uma caixa de amargo no aparador mais próximo de sua cadeira favorita. (O sogro da minha irmã é um Dalesman, e passei mais de 6 anos morando lá).

Yorkshire, e especialmente Dales, é um lugar onde você tem que viver por um longo período de tempo para ser compreendido. Ser um camaleão social ajuda. ao morar em um lugar estranho, lembre-se de que os habitantes locais não fazem as coisas necessariamente da maneira que você espera. A Irlanda é semelhante. Sinto falta de ambos os lugares, ocasionalmente. Mas então eu me lembro que deveríamos ter máximas de 78F / 26C com céu claro amanhã à tarde aqui em Sonoma, CA.

Nenhum de vocês sabe nada sobre culinária, não é? A receita faz todo o sentido para mim.

Concorde que a altitude é o problema mais provável com os puds.

Concorde em estremecer ao pensar em puds & quotpacket & quot. a mente confunde.

Estranhamente, a esposa e o amplificador que eu planejava jantar no sábado com RB & ampYP.

Verdadeira coragem

Todos vocês se esqueceram de que um pudim de Yorkshire adequado só pode ser feito por um cozinheiro que pode dizer e compreender & quotnathenthee, sente-se e tudo pronto em um instante, theznoneedfoopnymedisennwhenthaz adsumathis, aquele nariz.

Apenas um verdadeiro Yorkshireman dos anos 1940 compreenderá isso. Eu tive que fazer eles sentirem falta porque minha mãe estava trabalhando durante a guerra.

Volume, não peso

Volumes iguais de ovos batidos, farinha, leite meio gordo + um pouco de sal.

Pré-aqueça o recipiente de metal com gordura animal.

180C no forno com ventilador é adequado.

@ Qualquer um que sugere gordura vegetal

Você pode enfiar no rabo, isso não é um pudim de Yorkshire. A gordura ANIMAL é o único caminho a percorrer. Se você não gosta de comer carne, vá e prepare sua própria especialidade vegetariana, mas não é provável que você obtenha tanto entusiasmo com os rissoles de lentilha quanto este tópico mostrou para o pudim de Yorkshire.

O que há com os vegetarianos que têm que gastar todo o seu tempo fazendo imitações baratas de carne de legumes e verduras? Quorn - & quot parece com carne picada & quot, salsichas vegetarianas? SE VOCÊ É VEGETARIANO, POR QUE TENTA E FAZ PARECER PEÇAS DE ANIMAIS. Faça parecer uma cenoura ou algo assim.

Uau, que bom que tirei isso do meu peito.

O meu é aquele com o bife cru no bolso

Mistura de massa?

ps isso é UK fanny não 'merican antes de todos começarem a cuspir pedaços (de YP possivelmente)

@ Alta Altitude

Eu não poderia concordar mais. Os canadenses parecem muito receptivos e apreciativos de um bom Yorkshire Pud.

Mas o que eu não faria por um bom banger não adulterado. Nada desse xarope de bordo ou pimenta-malagueta neles. Por que eles têm que mexer com as coisas aqui? Eu também adoraria um bom litro de leite verde (lembre-se disso), mas isso é ilegal em Ontário. e quando compro creme, quero dizer Ingredientes: Creme. não a lista de outras coisas que tem aqui.

Por que precisaríamos estar lá. sabemos que é tão bom ter estado lá, então decidimos espalhar a boa palavra e educar todos vocês, pagãos não yorkshiremen.

Um verdadeiro yorkshire não precisa pegar seu casaco, como isso é para os nancys do sul. E de qualquer maneira, o mundo gira em torno de um yorkshire.

Receita de Yorkshire Puds de um Yorkshireman

Pegue um jarro medidor e use medidas iguais para tudo.

Se você medir 200ml de farinha, mede 200ml de ovo, 200ml de água e 200ml de leite (a tampa azul é melhor).

Não importa se você passar alguns ml nos ovos.

Adicione uma colher de chá de vinagre e uma pitada de sal e misture bem. Deixe na geladeira por uma hora antes de cozinhar.

Aqueça o forno a gás Mark 9, coloque uma pequena quantidade de gordura (ganso ou banha) na (s) bandeja (s) e espere até que a gordura fume. Retire a massa da geladeira 2 minutos antes de cozinhar e adicione algumas gotas de água fria, misture algumas vezes. Adicione a massa à (s) bandeja (s), coloque em cima e abaixe o forno até a marca de gás 7.

Eu uso esse método e consigo puds fantásticos. O vinagre realmente faz a diferença - se eu esquecer, eles nunca crescem também.

Paris ?: Ela tem alguns pudins bem formados.

Paris pode "citar" alguns deles. Na gíria americana, um pud é um pênis.

A receita correta

Não existe uma receita única correta para o pudim de Yorkshire do que uma única receita correta para pizza, chili com carne ou qualquer outro alimento & quotcamponês & quot.

Diferentes partes de Yorkshire têm diferentes tradições para a preparação e consumo de pudim de Yorkshire. No nosso gargalo do bosque está um pudim do tamanho de um prato simples, leve e fofo por pessoa com molho de entrada como entrada. Alguns gostam de adicionar cebolas à forma antes da massa. De preferência, você deve adicionar uma clara de ovo extra para cada ovo na mistura de massa para tornar o produto acabado mais fofo. Em outras áreas, a tradição é que o pudim seja cozido em uma única bandeja grande e cada pessoa sirva uma fatia para cada um. Às vezes, estes são aumentados em torno da borda, às vezes o pudim mal sobe e é mais pesado. Mais como uma panqueca cozida no forno.

A ideia de uma única receita autêntica é francamente ridícula e apenas mostra que um bando de cientistas geeks simplesmente não consegue lidar com o mundo real da experiência humana.

A receita correta é aquela que produz o resultado que você mais gosta.

Sexta-feira, 14 de novembro de 2008, 16:04 GMT Gareth Jones

@Simon

Você se lembra que o pudim de Yorshire é originário de Nottinghamshire? Quantos anos você tem exatamente? O agora lendário pudim tem centenas de anos.

Alguns querem que você acredite que ele vem da França (Fanny Craddock, por exemplo). Enquanto outro lhe dirá que foi introduzido na França pelos normandos que eram naturalmente descendentes de Viking, e que os normandos que vieram para a França via Grã-Bretanha na verdade levaram a receita da Grã-Bretanha para a França. Depois, há aqueles que afirmam que a receita é, na verdade, uma receita Viking, e assim por diante.

Ninguém sabe realmente de onde veio e muitas áreas do país tentaram reivindicá-lo como seu, geralmente alegando que "minha tia, minha avó costumava fazer isso e ela é de Cardiff" ou alguma outra prova sólida de origem. O mesmo é verdade para os gostos do Cornish Pasty. A razão pela qual eles são chamados de pudins de Yorkshire provavelmente se deve à tradição de Yorkshire do grande pudim como entrada. Mesmo sendo um Tyke, não acredito que o pudim tenha se originado aqui.

E é claro que descobrir o registro mais antigo da receita não provaria nada. Quem pode dizer que o redator não copiou simplesmente uma receita já tradicional.

E há muitas variações na receita, o quão bem o pudim cresce depende da combinação do forno e da receita. Descobri que mudar de um forno a gás para um forno elétrico me forçou a modificar minhas receitas para obter o melhor produto. E depois há a questão do tamanho do pudim. Pudins maiores devem ser cozidos em uma temperatura mais baixa ou a borda do pudim queimará antes de estar totalmente cozido. O pudim perfeito vem com a experiência.

Recebi o seguinte como ponto de partida anos atrás. Um ou mais ovos dependendo da quantidade desejada de massa. O mesmo volume de flor simples e fraca como ovo. O mesmo volume de líquido que o ovo. Sal a gosto.

O líquido é uma questão de gosto, alguns gostam de leite, alguns acham que a água é melhor e alguns preferem uma mistura. Você certamente não gostaria de usar leite fresco adequado sem água, mas o produto aguado que vendem nos supermercados hoje em dia estaria bom por conta própria.

O próprio fato de que as proporções variam tanto de uma receita para a outra parece demonstrar que as proporções não são críticas de qualquer maneira.

NÃO esfrie a massa na geladeira. NÃO use liquidificador para misturar, faça aos poucos. E definitivamente NÃO abra a porta do forno até que os puds estejam cozidos.

Paris é um pudim, não é?

* Não consigo ouvir esse nome sem pensar - & quotAgora todos os seus donuts serão como os da Fanny & quot


Um livro de receitas muito Yorkshire

Não sei muito sobre a Sra. Moore. Eu sei que ela cresceu em West Riding of Yorkshire. Eu sei que sua mãe era uma mulher do campo (e cozinheira habilidosa), seu pai um soldado (que perdeu uma perna na Grande Guerra). E eu sei que em algum momento do final dos anos 1970 ela colocou a caneta no papel e escreveu um livro de receitas.

Mary Hanson Moore é autora de um volume fino, mas extraordinário, chamado Um livro de receitas de Yorkshire, publicado por David & amp Charles em 1980. Como muitos dos livros que gosto de destacar neste blog, não parece muito. Parece o tipo de volume velho e surrado que assombra a seção de culinária da biblioteca local (na verdade é - o meu é uma cópia de segunda mão açoitada por cortesia do excedente das Bibliotecas Públicas da Cidade de Westminster).

Não é um livro longo, com pouco mais de 120 páginas. Mas isso derruba qualquer preconceito que você possa ter sobre a comida inglesa provinciana.

É uma espécie de livro de memórias com receitas, lindamente escrito com uma voz inconfundível de Yorkshire. The eight chapters are broadly based around type of dish, but headings like "Puddings, Possets and Flummery", "Brown Trout and Yorkshire Rabbits" or "Feast Days And Squirrel Days" tell you this is more than just a manual. Hanson Moore focuses on the food of her childhood, especially her mothers cooking, skillfully tales and reminisces around the edges of recipes. The overall effect is like sitting with her round a crackling fire as she pours out her wisdom, Gandalf-like, onto the page.

But its more than that. What this book does is single-handedly make the case for a proud, regional English food that can take on the best of France.


‘A Genuine Yorkshire Pork Pie’

It would be no porkie to state, loud and proud, that Yorkshire is the pork pie capital of Britain, if not the universe. I’m told that there’s a place called Melton Mowbray that reckon they can make ’em too. But if you ask the Pork Pie Appreciation Society (based in Yorkshire) where a best pork pies come from – based on the results of their annual and nationwide competition – they will say ‘Yorkshire!’ And particularly from around Huddersfield and Wakefield areas that seem to nurture winning pie makers. So, we do like our pork pies, and here’s an old recipe with its origins in the Huddersfield area.

Ingredientes

  • 2 oz (50g) lard
  • 2 oz (50g) butter
  • 12 oz (340g) plain flour
  • 1 ovo
  • 2 lb (32 oz/900g) pork (shoulder and/or belly)
  • Fresh sage
  • Sal e pimenta
  • Stock (see below)
  1. Mince the pork and add a quarter teaspoon of chopped sage and seasoning
  2. To make the pastry melt the lard and butter in 5 fl oz (quarter pint) of hot water, and bring it to the boil.
  3. Remove from the heat and pour the liquid into the sifted flour.
  4. Mix it quickly, and beat in the egg. It’s best to work in a warm kitchen to keep the pastry warm
  5. Again, working quickly, line a well-greased 8″ (20 cm) firm based cake tin with the warm pastry. Keep enough pastry back to make the lid. (Lining the cake tin evenly and generously with grease-proof paper will make the pie easier to lift out of the tin after cooking when cold)
  6. Fill the pie with the pork and cover with the pastry lid, sealing and crimping it well. Make a small hole in the centre of the pie – using the stem of a small funnel that you will use later will ensure the right size of hole. You can add, if you wish, small rosettes of surplus pastry around the hole to disguise it. You can glaze the pastry top with a beaten egg if you like, although this will result in an uneven colour to the pie as a whole when it’s removed from the tin.
  7. Bake the pie for two hours in a moderate oven (around gas mark 4/350 F/180 C)
  8. In the meantime, make the stock by boiling up two pig’s trotters with a spoonful of mixed herbs in around a litre of water. Simmer the stock for about an hour or longer until it reduces to around half a pint. Allow it to cool a little.
  9. Using a small funnel, slowly and carefully pour the warm stock into the cooked pie through the hole made in the top you made previously
  10. Allow the pie to grow cold before turning it out of the tin.

Fonte: adapted from Catherine Rothwell. Traditional Yorkshire Recipes (1997) Aurora Publications


Does anyone have a good vegetarian Yorkshire pudding recipe?

Yorkshire Pudding is usually made with pan drippings. I've seen some recipes that substitute vegetable or sunflower oil, but this doesn't add any umami or flavor to the batter. Alguma sugestão?

Honestly we've always used vegetable oil and my parents who are devoted meat-eaters have always said they don't detect any significant difference. We always serve them with gravy though, so any delicate flavour the oil might impart would probably disappear anyway!

If you wanted to experiment a little, you could always try adding some maggi liquid seasoning to the batter to give it that beefy flavour (it's one of my favourite things on Earth - I use it to make my gravy, or in any recipe where reduced beef consomme/stock is required like Chicken Sandeman).


A Great Day for Aunt Bessie

Y ou might not have known that 3 February this year was Yorkshire Pudding Day though, since it was a Sunday, there’s a strong chance that you may have participated in an unconscious celebration. Simultaneously crunchy and absorbent, Yorkshire Pudding is an essential part of the Sunday roast. Chances are that the crisp, brown castle on your plate came from the Hull factory of Auntie Bessie. According to a press release trumpeting the great day, Auntie Bessie produces over 639 million Yorkshire puddings each year. The release does not reveal if each pud has been churned by Bessie herself but if so the chef de cuisine must have developed whopping muscles after stirring half a million eggs and 40 tonnes of flour into submission every day.
Hailing from the terroir (West Yorkshire, I’m a lifelong devotee of the Yorkshire pud. In general, I’d say that Auntie Bessie’s version is OK. I eat them myself, having failed to inherit my mother’s miraculous skill. The company (I doubt if it’s really an individual) asserts that its ‘classic recipe uses just 5 ingredients – flour, egg, milk, salt and oil – so are as close to homemade as you can get’. This may be true as far as the constituent elements are concerned (though my mother used dripping rather than oil). My cavil with Auntie Bessie concerns shape rather than taste.
The little Auntie Bessie pudding that has cornered 65 per cent of the UK market is usually consumed with beef and veg on a cluttered plate. But this is not how you should eat Yorkshire pud. We dyed-in-the-wool Yorkies insist that it should be consumed alone with gravy as a starter. This requires a sizeable pud. Peter Brears gets it right in his authoritative study Traditional Food in Yorkshire (Prospect Books).
‘Just as the Cornish pasty is instantly recognised by its shape, so is the Yorkshire pudding. For over 200 years it was baked in a large rectangular dripping tray, the batter rising to a high crisp rim, with a shallower, deeply rippled centre.’ Though he concedes that individual puds cooked in specially-made tins gained sway in the 20th century, Brears insists, ‘the true Yorkshire pudding is always made in a rectangular tray and cut into squares just before it reaches the plate.’ This is exactly the pudding that my mother used to make. (The really important thing is that it should be cooked in very hot fat. preferably dripping from the roast. Don’t forget the half-hour standing time.)
In my view, a good Yorkshire pudding generously accompanied by beef gravy is one of the world’s greatest gastronomic marriages. The commonly held belief that diners were encouraged to have seconds and even thirds of Yorkshire pudding in order to eke out the subsequent beef strikes me as nonsense. Yorkshiremen (and some women) came back for more because it is utterly delicious. Since my father and I were both insatiable, dashing back from the pub at the stroke of one because Yorkshire pudding ‘doesn’t keep’, our consumption got increasingly out of hand. At the peak of our addiction, I once counted the number of puddings my mother made to satisfy demand: 23.
Lacking my mother’s superlative rendition, I now settle for Auntie Bessie’s (they do a ‘Giant Yorkshire’ but, being intended for stuffing, it’s flat in the centre). I still have it before the main meal. A little Yorkshire pudding fighting for its corner alongside the beef is a hopeless idea. Even if it starts with a bit of crunch, it rapidly turns cold and flaccid. And there is never enough gravy to give it a satisfactory dunking.
Some like Yorkshire pudding as a dessert. Possible additions include brown sugar and butter, blackberry vinegar, raspberry jam and golden syrup. But not for me. There’s only one place for Yorkshire pudding and that’s at the start. And only one acceptable accompaniment. But you know what that is.

Yorkshire Pudding

2 ovos
100g flour
35g dripping
300ml milk and water
Pitada de sal

Pre-heat the oven to 230C. Mix the flour and salt in a basin, and make a hole in the centre. Break in the eggs and gradually add the milk and water, beating the mixture continually to obtain a smooth batter and set aside for half an hour. Put the dripping (hot from the roast if possible) into a dripping pan and pre-heat in the oven until smoking hot. Pour in the batter, and bake for 25-30 minutes, until crisp and brown, the cut into squares and serve immediately.

Yorkshire Pudding recipe from Traditional Food in Yorkshire by Peter Brears


The Growler – Recipe

Ingredients for the pork jelly – Inspired by The Hairy Bikers Food Tour of BRITAIN

900g pork bones
2 pig’s trotters (split down the centre – ask your butcher to do this for you!)
2 cenouras grandes, picadas
1 cebola, descascada e picada
2 stalks of celery, chopped
1 bouquet garni (bay, thyme and parsley wrapped in a leek skin and tied together with string)
1/2 tbsp black peppercorns

Ingredients for the pie filling

400g shoulder of pork, finely chopped
130g pork belly, skin removed and minced
160g smoked bacon, finely chopped
1/2 colher de chá de pimenta da Jamaica moída
1/2 tsp freshly grated nutmeg
1/4 tsp garlic salt
50g Cote Hill Blue Cheese (or any blue cheese)
1 Bramley apple, peeled and diced
Sal e pimenta do reino moída na hora, a gosto

Ingredients for the pastry – Inspired By Nigel Slater recipe for Pork Pie on the Guardian website

200g lard
220g water
575g flour
1 ovo batido

Método

  1. Place all of the pork jelly ingredients into a large pan and pour in enough water to just cover. Bring slowly to a boil, then reduce the heat to a simmer. Cook for three hours over low heat, skimming off any scum that rises to the surface, then strain the stock through a fine sieve and discard the solids.
  2. Pour the sieved stock into a clean pan and simmer over medium heat until the liquid has reduced to approximately 500ml/1 pint.
  3. For the pie filling, place all of the pie filling ingredients into a large bowl and mix well with your hands. Tempere com sal e pimenta do reino.
  4. Put the lard and water into a small saucepan and bring to a boil. Sift the flour with a good pinch of salt into a large bowl. Pour the hot lard and water into the flour, mix with a wooden spoon, then leave until cool enough to handle. The pastry must be warm when you start to work it.
  5. Lightly grease and flour a jam jar mould.
  6. Pull off a quarter of the pastry – this will be used for your lids.
  7. Divide the remaining pastry into six equal balls
  8. Place the jam jar far into the middle of the pastry ball, push down and draw the edges of the pastry up around the sides of the jar to create the pie casing. Carefully remove the jar from the pastry once your pie casing is formed.
  9. Roll the pork pie filling into a ball and carefully place into the bottom of the pastry case.
  10. Roll out the remaining piece of pastry into a circle large enough to cover the pastry case as a lid.
  11. Brush the top inner parts of the pastry casing with some of the beaten egg and place the pastry circle on top. Pinch the edges of the pastry to seal the pie. Brush the top of the pie with the rest of the beaten egg, then bake in the oven for 45 minutes to one hour, or until the pie is golden-brown all over.
  12. Remove the pie from the oven and set aside to cool.
  13. Cut two small holes in the top of the pork pie and pour in the pork jelly mixture (you may need to heat it through gently to loosen the mixture for pouring). Chill in the fridge until the jelly is set.
  14. Servir

Voila, lovely Growlers or Pork Pies, or whatever you’d like to call them. These tasty little things pack a big punch of flavour. Happy mixing, happy baking, and most of all, happy eating!


How to make perfect crackling

It must be Pork Week on Yorkshire Food. On Sunday I had the most fabulous roast pork, the meat all scented with fennel and garlic and masses of fluffy, crisp crackling. And I made it all by myself!

Scotts have to take some of the credit, since the feast started off as 1kg of their boned and rolled pork loin (٥.50ish). It's not true that you need a big joint to make decent crackling, by the way. Though if you love crackling as much as I do you might need a big one to make enough. I take it for granted you will buy decent pork with fat under the skin.

The rules are not complicated. You don't need to get it out of the fridge yesterday and pour boiling water on it. Honestly, it's this easy.

1. The skin has to be properly scored.

If the butcher hasn't done it already, use a sharp knife or Stanley knife to cut incisions through the rind into the fat. You can be rough and ready because you won't see the scoring when it's cooked. About 5mm-1cm apart is right. Simon Hopkinson explains: 'As the fat melts and starts to bubble under the scored rind, it pushes up between the strips, frazzling them.'

If you leave it festering in its plastic bag until just before you need it, it will be soggy and end up like leather. Fridges are dry environments, so you could leave it in there, unwrapped, on a plate. Maybe take it out of the plastic bag an hour or so early and blot it hard with kitchen roll.

3. The oven needs to be hot.

I had mine at 240c for the 20 minute sizzle then turned it down to a positively tepid 220 for another 50 minutes. You don't need to worry about the meat drying out - there's too much fat around for that.

It worked fantastically - 100% of the skin crackled. When I carved, it came off the meat like a big moist, airy, crackling tunnel. I had salted it slightly, which helped with the flavour, and rubbed the ends of the meat with a mixture of crushed garlic and fennel seeds. Because it is Yorkshire in spring, I served it with rhubarb, which turns out to beat apple sauce hands down - it is just so much pinker and fruitier.


Those Places Thursday

August 1st was Yorkshire Day. I discovered this holiday from Days of the Year that afternoon. I originally wanted to do a post about it that day, but that wasn't enough time to do a little research on Yorkshire.

In 1974 the Yorkshire Ridings Society discussed the idea of Yorkshire Day and decided on the day August 1 because it was also the anniversary of the Battle of Minden.

Each year members of the society read a declaration of the integrity of Yorkshire at the four of Bars of York (city gates) namely Bootham Bar, Walmgate Bar, Monk Bar, and Mickelgate Bar. The declaration reads as follows:

There are a few notable Yorkshire folk that you are probably familiar with, but my favorite is Patrick Stewart who was also the subject of one of last year's episodes of Who Do You Think You Are? no Reino Unido. I watched the episode this morning and found it very moving. You should check it out.


Have you ever wondered about Yorkshire Pudding? I thought it was a yummy desert I could dig into with a spoon. Não é. I would call it biscuits and gravy. Well, like anyone else with Yorkshire ancestry I have got to try it at least once.

Watch this chef in action.

  • Thomas Taylor (1748-1837) & Mary Lee (1751-1830) married in Harthill, Yorkshire. I am just now learning some new information on this couple. I sense a post coming on.
  • William Goforth & Anne Skipwith, immigrant Quaker ancestors from Hull. Anne was the daughter of Willoughby Skipwith and Honora Saunders. Honora Skipwith died 1679 York Castle as a prisoner for being a Quaker.

Let's see if I can find a good Yorkshire Pudding recipe and eat as some of my ancestors. :-)


"It's really hard to mess up a Yorkshire Pudding" December 28, 2015 1:33 PM Subscribe

one time I was baking three other things and accidentally put in some baking soda and malt vinegar into the pudding mix.

it also almost, but not quite, like sodabread.
posted by The Whelk at 2:11 PM on December 28, 2015

I was in college before I realised Yorkshire pudding batter and pancake batter are the same.

So you know how people add apples or berries to pancake batter? Try adding caramelized onions (and a little ground nutmeg) to Yorkshire pudding batter. (This is for people who prefer pudding to popovers, of course.)
posted by maudlin at 2:13 PM on December 28, 2015 [5 favorites]

As a hardcore foodie I approve of this post. Foodie, foodie, foodie. Foo, die. I pity the foo that won't die

Just being a dork because someone was extolling their hatred of the word on facebook and I never use it but it feels sooo dirty
posted by aydeejones at 2:21 PM on December 28, 2015 [1 favorite]

J. Kenji López-Alt is my spirit animal.

I've followed his foray into Sous-Vide cooking, and have converted several of my old school grill/Weber/smoker friends and family to the art that is SV + a really hot cast iron pan.

I've expounded on this before, but food science is freaking awesome. I can cook brilliant steaks when I'm at work.

When do we get those awesome extinct bananas my great aunt raved about?
posted by Sphinx at 2:27 PM on December 28, 2015

My mother is a Yorkshirewoman, and was taught to cook Yorkshire puddings by her mother (and so on down the line, of course). We had Yorkshire puddings every Sunday, (unless we had ham, and hence no gravy).

Which is all to say I may know nothing about cozinhando Yorkshire puddings, but from experience I can say that height is no measure of quality when it comes to comendo eles. Texture is everything.
posted by YAMWAK at 2:33 PM on December 28, 2015 [9 favorites]

Bem, sim. But I'm not going to try all the different variants discussed in the OP - for me it is an article of faith that the best Yorkshire puddings are the ones my mother makes, and all others are inferior.

I have yet to find any serious challenge to this belief.
posted by YAMWAK at 2:43 PM on December 28, 2015 [3 favorites]

You can get loft AND a bed of pudding. Really.

That's a French white crock with a 5" diameter, so that's about 4" of crusty crown, another inch or so below the rim that is mostly hollow, and two inches of golden pudding with a nice crusty base. (This is a hybrid of my Dad's and Joy of Cooking's recipe: Pre-heat the crock with a teaspoon of beef fat at 450 F until it reaches temperature. Mix 1/2 cup flour, 1/2 cup milk, a bit of salt, and one egg by hand with a fork, then pour into hot dish. Bake at 450 for 15 minutes, then reduce to 350 and bake for another 20 minutes. It doesn't stay puffy for long, but if you want perma-puffy, bake a popover.)
posted by maudlin at 2:52 PM on December 28, 2015 [8 favorites]

About a third to half-way full usually works.

I've noticed, incidentally, that Yorkshire puds have been getting steadily larger in the last few years. Those little cup-sized ones used to be the standard, but now you're much more likely to be served some gargantuan puffed-up monster. The same seems to be true of naan breads, now frequently too large to be served on crockery and requiring deployment via table-side hanging apparatus.
posted by sobarel at 3:12 PM on December 28, 2015 [2 favorites]

Yorkshire Puddings are my food tequila. "Never again".

Given a family history full of Yorkshiremen and an inordinate fondness for Sunday roast, it should be one of my favorite things.

But a chance encounter * with a bad pudding when I was younger, because either it was undercooked or because I was feeling ill, causes me to become queasy at the very smell and has made Sunday roast a bit of a gamble.

* And the vomiting that followed.
posted by madajb at 3:24 PM on December 28, 2015

You have to appreciate a good, bloody minded investigation of every purported variable in a recipe. Felicity Cloake's column is roughly 50% of the reason I support the Guardian. The Yorkshire is one of many fabled peaks in cooking that I suspect most people climb a dozen times and then develop Sure Fire Iron Clad Rules™ that, while they do truly guarantee success for them, aren't the only route up the mountain. The article touches on it in noting that the preheating rule genuinely is important if you have a massy tray, but is otherwise inconsequential.

It also brings up the important axis of what you're actually aiming for. There are brittle, mug-like Yorkshires that hold creaking reservoirs of gravy, and there are crisp skinned Yorkshire hugs that ensconce breaching sausage whales. I think it's possible to get a magic-cake-like triple personality out of the batter — choux cloud, cake body and bread and butter fundament.
posted by lucidium at 3:52 PM on December 28, 2015 [11 favorites]

crisp skinned Yorkshire hugs that ensconce breaching sausage whales

those are not yorkshire puddings they're toad in the holes.

edit: my god. no-one is this thread has mentioned mushy peas. bloody southerners.
posted by andrewcooke at 4:20 PM on December 28, 2015 [3 favorites]

Last time I tried to make Yorkshire Puddings I did mess it up.

So, this will be useful.
Very useful.
posted by Mezentian at 5:45 PM on December 28, 2015

As a child in one of many flyover American suburbs, I somehow became an Anglophile. In the 60's, when I was 12 or so, I had a subscription to Soco. (As you can imagine, I got most of the jokes in Louco magazine, but I missed quite a bit of the humor in Punch.) (Monty Python scratched that itch for me, years later.)

On our birthdays, we could have anything we wanted for dinner. I asked for roast beef, Yorkshire pudding, and, I'm afraid, at least once or twice, Baked Alaska.

I have no idea what is so special about Yorkshire pudding, and have no reason at all to post about this subject, having read little of the article(s) or posts. The number of iterations of cooked white flour have gotten old for me after a half-century or so of eating. Sorry to rain on your pudding.
posted by kozad at 7:29 PM on December 28, 2015

Excellent post -- thanks! But I'm confused, since I thought Yorkshire pudding was popovers made with beef drippings.

Yorkshire pudding batter and pancake batter are the same.

Certainly not true in my world, where the best pancakes are sourdough.
posted by Rash at 8:29 PM on December 28, 2015

I think the difference is that UK pancakes are more akin to what are called crepes in the US
posted by anadem at 9:20 PM on December 28, 2015 [1 favorite]

I do appreciate the science of this (and the preheating being important with cast iron cookware explains a lot), but there is a basic thing I have to quibble with: as a born and bred Yorkshirewoman - a Yorkshire pudding is made with one egg (I think my grandmother would stretch to two if she was feeding more than six). It's there to spin out expensive meat and veg further, which I suspect is also the reason it's made with half water and half milk. Every recipe I see for it puts loads of eggs into it, which may be tastier (personally my mum and grandmother's one-egg Yorkshire puddings are/were better than these multi-egg ones) but to my mind is not right.

I unfortunately have no recipe for Yorkshire pudding to share, as I was shown how to make it by eye and have never ever measured anything out for it.
posted by Vortisaur at 1:53 AM on December 29, 2015 [3 favorites]

I think the difference is that UK pancakes are more akin to what are called crepes in the US

Quite. To say nothing of what you people call flapjacks.

It's all just vests and tank tops, isn't it?
posted by Sys Rq at 1:25 PM on December 29, 2015

I quite enjoyed the breakdown of the precise properties and techniques - our family values the tall, hollow and at least partly crisp puddings that are excellent when torn in half and the respective halves stuffed with chicken, gravy and mashed potatoes, and Kenji's article has given me a lot of excellent advice for getting precisely that on a regular basis.

And, of course, if we're in the mood for a crisp crust over a layer of hot stodge, we can use the information in the opposite direction (no resting the batter, no water to thin the mix, and so on) to produce the desired results.
posted by Blue_thing at 2:22 PM on December 29, 2015 [1 favorite]

So on xmas eve we went to the local supermarket for stew meat, intending to crockpot it because the next day we were painting the dining room and would be too busy to cook. But there was no stewmeat instead there were two-rib standing roasts of beef for cheap. What the hey, we thought, though we'd never cooked one, and between the first and second coats the next afternoon I put it in the oven.

Williams-Sonoma's "Christmas" book said two hours but you know how sometimes the thing in the oven lets you know? "Take me out! I'm ready!"? And it was. I wasn't. Quick, I said to the fella, make that batter thing, while I make some creamed horseradish sauce. He did and twenty minutes later we had this big curved gorgeous golden THING to eat with the beef and we were so happy I don't think a recognizable word was said through the whole meal. It was all oooh and mmmmmhmhmhmhmhmh and Uh-huh! So thanks Kenji, I enjoy your overthinking on almost all things but this needs none!
posted by goofyfoot at 8:15 PM on December 29, 2015 [1 favorite]

« Older Best Rap, 2015 | Finished? We're just beginning. Newer »